Notícias

“Vais Ficar Sob Escuta na Sala O2”: exposição de esculturas de orelhas é inaugurada no dia 14 de outubro

A Sala O2, na Quinta da Conraria, vai voltar a acolher uma exposição de trabalhos criados pelos utentes que frequentam aquela resposta do Centro de Atividades Ocupacionais da APCC. Desta vez, serão vinte esculturas de orelhas, que compõem a coleção “Vais Ficar Sob Escuta na Sala O2”, e que ficarão patentes entre os dias 14 e 31 de outubro, sempre no horário 10H00-12H00, que permitirá conhecer os autores das peças expostas e observar a dinâmica de trabalho na área das artes daquele espaço.

Estas esculturas – em gesso e tiradas em molde de silicone, forradas com cola e guardanapos com várias texturas, com acabamento em verniz craquelê que lhes dá um efeito de cerâmica – serão mostradas pela primeira vez na inauguração da exposição, que terá lugar a 14 de outubro, pelas 10H30. Será ainda possível aos visitantes comprar as peças, durante todo o tempo em que estarão expostas.

Ler mais

APCC, CERCIAG e alunos do básico e do secundário abrem – por um dia apenas! – Loja de Vender Poetas em Águeda

A ideia foi primeiro posta em prática no ano passado, na Baixa de Coimbra, pela APCC e pelos membros do Projeto Estúdio, um dos dois grupos de teatro da instituição: e se houvesse uma loja onde cada cliente poderia adquirir um poeta à sua medida? Essa Loja de Vender Poetas chega agora a Águeda e vai estar aberta apenas amanhã (10 de outubro), entre as 10H00 e as 17H00. Os potenciais clientes só precisarão de se dirigir ao Fórum Municipal da Juventude e aí serão convidados a descobrir se há poesia dentro de si.

A performance será em muito semelhante à já posta em prática na Loja de Vender Poetas ‘original’: vai ser possível escutar poemas, ‘criar’ o seu próprio poeta ou inventar uma história sempre muito pessoal. Mas o espaço contará ainda com uma Poeteria e um auditório onde se realizarão espetáculos todos os sábados à noite – descobrir o quanto de tudo isto é liberdade poética será outro dos desafios dos participantes.

Ler mais

Conheçam a história do Christopher, do Paulinho, do Duke, da Fofinha, da Luna e da Pequena, um grupo que muito aprendeu nos últimos meses

Agora que o Christopher Cremasco terminou o seu período de voluntariado na APCC, há na instituição muitos a sentir já saudades daquele jovem italiano que esteve connosco no último meio ano. Utentes que sentem a falta da sua boa disposição, técnicos que não esquecem a sua disponibilidade… E o Duke, a Fofinha, a Luna e a Pequena, que recordam os longos passeios e os momentos divertidos que partilharam com ele com o Paulo Neves.

Talvez esta última frase precise de ser explicada: o macho Duke e as fêmeas Fofinha, Luna e Pequena são os cães da Quinta da Conraria, que tiveram no Christopher um verdadeiro amigo nestes seis meses. Como parte do seu projeto pessoal de voluntariado, ele trabalhou no treino destes animais, no sentido de os levar a aprender comandos simples de obediência básica e a obter competências de confiança e estabilidade.

Com o...

Ler mais

Utentes e assistentes pessoais fizeram primeiro balanço da atividade do CAVI da APCC

Foi na passada terça-feira que utentes e assistentes pessoais do CAVI – Centro de Apoio à Vida Independente da APCC se reuniram pela primeira vez para, em conjunto, fazer um primeiro balanço deste projeto que, desde há cerca de quatro meses, tem permitido a 13 pessoas com deficiência ou incapacidade ter um maior grau de independência nas suas vidas.

Além de temas e dúvidas de índole mais prática – como questões relativas a horários, transportes ou aos respetivos planos individualizados de assistência pessoal – a ocasião serviu particularmente para perceber o que já mudou no modo e na qualidade de vida dos beneficiários deste apoio. Em cima da mesa estiveram também algumas possibilidades de melhoria do MAVI – Modelo de Apoio à Vida Independente.

Ler mais

Só mais uma volta, ou como o voluntário europeu Stefano Zacchi organizou uma atividade que agradou a miúdos e graúdos

Foram seis meses que o Stefano Zacchi passou em Coimbra e na APCC e foi de uma forma muito especial que, esta semana, demos por encerrado esse período: com aquele nosso voluntário europeu a fazer uma última sessão de atividades físicas e desportivas, que concretizaram o seu projeto pessoal. Tudo começou na Quinta da Conraria, juntando utentes do Centro de Atividades Ocupacionais, mas chegou também ao Centro de Reabilitação, com as crianças da Escola Básica.

A ideia era simples: desafiar os participantes a completar um percurso, com um conjunto de obstáculos ou tarefas de diferentes tipos. O mais importante não seria sequer ser o mais rápido, mas sim superar cada dificuldade e fazê-lo com um sorriso de boa disposição. E se a premissa não era complicada, verdade seja dita que todos puseram uma dose extra de alegria para atingir aquele objetivo!

Ler mais