fbpx

Voluntariado

Um ano terminou e outro começou e a vida de uma voluntária da APCC continuou a ser uma aventura grega

A Mariana Keating celebrou o Natal e a passagem de ano na Grécia. Dito assim, parece que podemos estar a meter-nos gratuitamente na vida de uma pessoa aleatória, mas se explicarmos que falamos de uma voluntária da APCC que está, há cerca de três semanas, num projeto de voluntariado no Centro de Juventude do Epiro, em Janina, percebe-se melhor por que estamos a fazer este destaque.

Ao longo de dois meses, a Mariana irá apoiar atividades de educação não-formal e recreativas com adolescentes em situação de acolhimento naquela instituição, mas também participar em outras iniciativas de âmbito local, assegurar tarefas de secretariado e colaborar na criação de conteúdo online. Além disso, interagirá com outros voluntários, tanto gregos, como de outros países europeus.

Ler mais

Um coro de Natal como nenhum outro aqueceu uma tarde de inverno junto ao Lar de Apoio

Há muitos coros de Natal importantes na história dos coros de Natal, mas duvidamos que encontrem um tão impressionante como aquele que ontem se reuniu em frente ao Lar Residencial da APCC, para cantar e encantar (para) os utentes daquela unidade residencial, vizinhos e transeuntes. Não vamos tão longe em dizer que nunca se juntou um grupo de cantores tão talentoso, mas temos a certeza de que nunca existiu nenhum com maior coração.

Porque este coro era constituído pela Jaqueline Correia, Rebeca Rosa e Rita Mendes, três voluntárias da Associação que responderam afirmativamente ao desafio do projeto “Limões para Limonada” – interagir com os utentes através de atividades que possam ser feitas remotamente ou, em alternativa, no exterior das instalações – e se propuseram a quebrar as distâncias com canções de Natal.

Ler mais

“Limões para Limonada”: APCC procura voluntários para atividades à distância

O Gabinete de Voluntariado da APCC está à procura de quem queira fazer limonada… Talvez seja melhor explicar: com as alterações provocadas pela pandemia que vivemos, os voluntários da Associação deixaram de poder colaborar com as atividades do mesmo modo que faziam antes, mas isso não quer dizer que não o possam fazer de outra maneira. Dito de forma mais programática, se a vida te dá limões, faz limonada!

“Limões para Limonada: Voluntariado à Distância” é precisamente o nome deste projeto, através do qual a APCC convida voluntários – pessoas que já disponibilizavam o seu tempo à instituição, ou outras que o queiram passar a fazer a partir de agora – a interagir com os utentes através de atividades que possam ser feitas remotamente ou, em alternativa, no exterior das instalações.

Estam...

Ler mais

Sobre limonada, ginástica e o Lar de Apoio… ou como o distanciamento ajudou a aproximar voluntários e utentes

Se a vida te dá limões… faz limonada! A expressão é conhecida e certamente que na APCC não faltam exemplos desta forma de olhar para as situações e de superar as dificuldades, mas e se a vida der ordens de distanciamento social por causa de uma pandemia? Foi o que aconteceu, entre outros, com os nossos voluntários, que deixaram de poder colaborar com as atividades da instituição do modo como o faziam antes. Mas então, fez-se limonada!…

Uma limonada com imaginação e criatividade, ingredientes que levaram o Gabinete de Voluntariado a promover um projeto em que desafia os voluntários a encontrar novas formas de ficarem próximos da Associação. Uma dessas formas foi a proposta pela Sofia Ataíde, que, mesmo estando limitada aos espaços exteriores do Lar de Apoio, não deixou que isso a impedisse de planear uma série de atividades de ginástica com os utentes daquela unidade residencial.

E no passad...

Ler mais

Prontos para fazer planos para 2021? Se gostavam de ser voluntários na Áustria, a APCC pode ajudar

Se já começam a pensar no que pode ser o próximo ano e um projeto de voluntariado na Áustria vos parece uma boa possibilidade, a APCC pode ajudar a concretizar essa ideia: duas entidades daquele país, parceiras da instituição, estão à procura de jovens (até aos 30 anos) para realizar períodos de voluntariado, em apoio a atividades com crianças e jovens.

Uma delas é a Haltegriff, que está à procura de uma pessoa com pelo menos 21 anos e conhecimentos básicos da língua alemã, interessada em educação, serviço social, psicologia ou criminologia. Este voluntário trabalhará com o público-alvo da organização (jovens que, por alguma razão, não podem viver nas suas casas) e segundo os seus objetivos: contribuir para estabilizar os utentes e prepará-los para uma inserção a longo prazo no mercado de trabalho.

Ler mais