Voluntariado

Interessados num programa de voluntariado curto em Itália? Candidatem-se já!

A APCC está à procura de dois jovens para um período de voluntariado de curta duração em Itália (de 1 a 24 de outubro). Se têm entre os 18 e os 30 anos e integram um dos grupos identificados como prioritários para esta oportunidade – pessoas com deficiência, dificuldades educativas, dificuldades económicas, problemas de saúde, imigrantes ou refugiados – devem candidatar-se o mais rapidamente possível.

A organização de acolhimento será a associação Kara Bobowski, sediada na cidade de Modigliana, e os voluntários escolhidos deverão ter capacidade de participar ativamente, curiosidade, criatividade e vontade de partilhar. As atividades serão desenvolvidas em dois serviços distintos, com requisitos próprios: para o La Coccinella, um laboratório social e de trabalho, procura-se alguém com mente aberta à diversidade; para o centro de juventude Punto X, alguém com capacidade de comunicar com crianças e energia.

Ler mais

O projeto internacional “Here We Are” dava um filme… literalmente!

Luzes, câmara e (muita) ação! No início desta semana, o André Vitorino, o Bernardo Vieira e o Diogo Sacramento – três jovens utentes da APCC que integram o projeto “Here We Are” – foram quase estrelas de cinema, naquela que pode muito bem ter sido a mais épica rodagem cinematográfica a envolver unicórnios insufláveis, cupcakes e fumos coloridos de sempre!

A ‘curtíssima-metragem’, que está a cargo da produtora CASOTA Collective, é mais uma das atividades de divulgação daquele projeto europeu e pretende contribuir, de forma descomplexada, para o objetivo central de dar visibilidade às pessoas com deficiência nas comunidades em que se inserem, bem como para promover a inclusão através do combate aos estereótipos.

Ler mais

Voluntariado nas férias? MISSÃO: POSSÍVEL!

Temos uma missão para ti: viver umas férias especiais! Estás à altura do desafio? A APCC está à procura de voluntários/as para o período das férias grandes (julho-setembro). Se queres aproveitar para fazer algo que te permitirá aprender muita coisa que não se ensina na escola, o voluntariado da APCC vai dar-te a oportunidade de ter um verão que nunca mais esquecerás!

Se te juntares a nós, há muito que vais ganhar: novas visões do mundo (na APCC, poderás conhecer outras pessoas, com idades, experiências e formas de vida – e até nacionalidades! – muito diferentes das tuas) e crescimento pessoal (vais desenvolver competências, criar laços de amizade e solidariedade e participar civicamente em termos sociais).

Ler mais

Utentes da APCC estão na Hungria para (primeiro) balanço do projeto internacional “Here We Are”

Em março de 2017, o André Vitorino, o Bernardo Vieira, o Diogo Sacramento e o Ivo Rodrigues – todos eles jovens utentes da APCC – estiveram em Budapeste para dar o ‘pontapé de saída’ do projeto europeu “Here We Are”. Agora, pouco mais de um ano e duas outras reuniões transnacionais depois, três deles estão de regresso à Hungria para fazer o balanço do trabalho realizado.

Durante três dias, o André, o Diogo, o Ivo e utentes da organização EgyüttHató Egyesület, juntamente com profissionais das duas instituições, vão participar num Dia Aberto, que incluirá diversas ações de sensibilização junto da comunidade local e particularmente escolar, e discutir os resultados das ações já levadas a cabo em Portugal e na Hungria no âmbito deste projeto.

Ler mais

“Porque Somos um Retrato”: nova coleção do Departamento de Expressão Plástica é mostrada no Centro de Reabilitação

Desde há alguns dias que o Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral de Coimbra ganhou uma nova vida: os retratos que compõem uma inédita coleção criada pelos utentes do Departamento de Expressão Plástica da APCC decoram agora as paredes do edifício, no âmbito de uma mostra a que foi dado o nome “Porque Somos um Retrato”.

São mais de meia centena de obras, todas ‘assinadas’ coletivamente e criadas sob a supervisão da professora Suzete Azevedo. A opção pelo retrato, enquadrada por uma citação de Aristóteles (“O objetivo da arte não é apresentar a aparência externa das coisas, senão o seu significado interno; pois isto, e não a aparência e o detalhe externos, constitui a autêntica realidade”), remete para uma ideia de autenticidade e de procura da essência interior do retratado, do ponto de vista do artista.

Ler mais