Teatro

“Isto não é uma exposição” já foi inaugurada, sessões repetem-se entre hoje e quarta-feira

Decorreram na passada sexta-feira (8 de dezembro) as três primeiras sessões de “Isto não é uma exposição”, a iniciativa da APCC que é um encontro entre a terapia ocupacional e a arte e que se repetirá nos próximos dias 11, 12 e 13. Os visitantes puderam perceber como objetos comuns do quotidiano precisam de ser adaptados para serem usados por pessoas com deficiência, mas também assistir e participar em jogos e num mini-espetáculo inspirados por esses mesmos objetos.

Foi assim que se descobriu, por exemplo, que as colheres usadas nas rotinas de alimentação são todas dobradas na sua nova forma pelo ‘Homem mais forte do mundo’, ou pelo menos que é isso que a imaginação pode permitir supor. Ou que a comunicação é sempre possível, mesmo quando existem obstáculos, e que há objetos que podem ajudar a superá-los.

Ler mais

APCC convida para “Isto não é uma exposição”, um encontro entre a terapia ocupacional e a arte

Se isto não é uma exposição, o que é? É um encontro entre a terapia ocupacional e a arte. É uma visita a um mundo que não é como costuma. É um convite ao público para ter limites de faz de conta. “Isto não é uma exposição” consiste numa visita guiada que termina num Experimentário, que decorrerá no Welcome Center e na Loja 3 do Convento São Francisco, nos dias 8, 11, 12 e 13 de dezembro.

Trata-se de uma iniciativa da APCC, em que colaboradores e utentes da instituição levarão os visitantes numa viagem por objetos comuns, pelas suas adaptações em contextos de terapia e por situações dramatizadas em que a imaginação ultrapassa a realidade.

Ler mais

APCC convidada a apresentar “Cem Linhas” em congresso internacional sobre teatro

“Cem Linhas”, um trabalho do projeto Estúdio da APCC, vai ser hoje apresentado no Congresso Internacional “A Intervenção Teatral em Portugal no Século XXI”, que está a decorrer em Paredes de Coura. Com este trabalho, o coletivo constituído por utentes da instituição tem vindo a confrontar diversos públicos com as suas próprias histórias e a sua imaginação, tendo sempre como ponto de partida um novelo de linha vermelha que funciona como fio condutor para novas narrativas.

O convite da organização do Congresso foi dirigido à encenadora e professora de teatro da APCC Adriana Campos, que levará até ao norte do país algumas das peças produzidas no contexto de “Cem Linhas”, como os figurinos ou imagens do livro homónimo, que serão o ponto de partida para uma oficina em que os participantes responderão a questões sobre o faz de conta e, em termos mais genéricos, o próprio teatro.

Ler mais

Sala T e Ligados às Máquinas voltam a subir ao(s) palco(s) do Festival Extremus

O Festival Extremus está de volta e a APCC vai estar representada mais uma vez. A orquestra de samples Ligados às Máquinas e o grupo de teatro Sala T vão subir de novo ao palco desta iniciativa da Associação do Porto de Paralisia Cerebral, a que regressam depois de uma última participação há dois anos.

Os atores do Sala T serão os primeiros a apresentar-se, e por três vezes: as primeiras serão no dia 25 de outubro, pelas 10H30 e 14H30, na Fundação Escultor José Rodrigues; a terceira no dia seguinte, pelas 10H00, na Escola EB 2/3 Júlio Dinis (Gondomar). Consigo levarão uma versão do projeto “Valentinas”, especialmente desenhada para um público que será constituído por alunos do ensino básico.

Ler mais

Aceite o(s) convite(s) da APCC na Feira Cultural de Coimbra

A APCC vai estar na Feira Cultural de Coimbra e vai andar à procura de quem se queira deixar levar para o mundo da imaginação e do encantamento. Nos dias 2 e 9 de junho (entre as 14H00 e as 20H00), utentes da instituição vão circular pelo espaço do certame para convidar os visitantes a ‘entrarem’ nos mundos particulares dos projetos Valentinas e Cem Linhas, dinamizados, respetivamente, pelas professoras de teatro Mariana Nunes e Adriana Campos.

A unir estes projetos está um elogio à criatividade e ao faz-de-conta, mas também ao teatro e à própria arte, o que promete levar os participantes em duas viagens com percursos e destinos diferentes, mas que se esperam capazes do mesmo deslumbramento. Os ‘guias’ desses périplos serão os atores dos dois grupos de teatro da instituição.

Ler mais