fbpx

Unidades Residenciais

A escritora Lurdes Breda é ‘culpada’ pela alegria dos mais jovens nas residências da APCC…

Anda uma animação pelo Lar de Apoio e o Lar Integrado: às voltas com bruxas, gafanhotos, bichos e não só, os mais jovens utentes daquelas unidades residenciais da APCC não largam os livros generosamente oferecidos pela escritora Lurdes Breda! Folheiam as páginas, ‘mergulham’ nas ilustrações, vibram com a leitura! Nestes tempos em que precisamos de encontrar novas formas de viajar e passear, a literatura e a imaginação têm sido poderosos aliados!

Com a aproximação do Dia das Bruxas, o muito recente “Henriqueta e o Bruxedo da Lua” tem feito particular sucesso, mas, das várias obras doadas, não há nenhuma que não gere entusiasmo. É assim com “O Gafanhoto Saltarico”, “Onde Moram as Estrelas”, “Bichofonias – Contos com Bichos Dentro”, “A Nuvem que Chovia Peixes” e “A Avó que Sonhava o Mar”, companhias preciosas nos últimos dias.

Ler mais

No Lar de Apoio, celebrou-se quem trata da saúde de todos (mas mesmo todos!)

Ontem foi Dia do Enfermeiro e esse foi motivo mais do que suficiente para os divertidos momentos que ontem se viveram no Lar de Apoio da APCC. Divertidos, mas também pedagógicos, porque, com a ajuda das enfermeiras Ana Rita Teixeira e Teresa Madeira, houve consultas de enfermagem para os ‘filhos’ dos residentes mais jovens. Não é que algum deles tivesse algum sintoma preocupante, mas nunca devemos descurar a saúde!

Houve algumas queixas de dores de barriga, é certo, e mais uma ou outra situação que mereceu toda a atenção e recebeu o tratamento adequado, mas o mais importante foi mesmo constatar que a competência das profissionais da Associação – de todas as que prestam cuidados na instituição – em questões de saúde é mesmo tão grande quanto a sua capacidade de estabelecer relações especiais e particularmente fortes com os utentes.

Ler mais

Há um projeto europeu para melhorar a experiência das pessoas com necessidades especiais em visitas guiadas e os utentes da APCC foram ‘testá-lo’

São já três séculos a ser palco e testemunha de muitos episódios marcantes da vida da Universidade de Coimbra e do próprio País e, na passada sexta-feira, mais um momento histórico teve lugar na Biblioteca Joanina: no contexto de um projeto europeu que pretende dotar guias-intérpretes com competências para fazer visitas com pessoas com necessidades especiais, nomeadamente com dificuldades de aprendizagem, alguns utentes da APCC participaram uma visita guiada de contornos particulares.

Conduzida pela guia-intérprete Catarina Freire, colaboradora da Universidade, esta visita fez parte da sua formação e avaliação no âmbito do curso T-GuIDE, promovido pela FEG – Federação Europeia de Guias, organização parceira da ENAT (Rede Europeia de Turismo Acessível). Para os utentes da APCC, residentes do Lar Integrado e do Lar Residencial, foi uma oportunidade única para não só conhecer (ou revisitar) um local de grande importância patrimonial e beleza, mas de o fazer numa situação com contornos particularmente inclusivos.

Ler mais

O Lar Integrado é agora também uma galeria: de histórias e de artistas

No Lar Integrado da APCC, os dias já são, por norma, recheados de histórias, tanto pelas interações entre utentes de diferentes origens e percursos de vida, mas também já com muitas vivências em conjunto, como pelas novas narrativas resultantes das atividades em que estes se envolvem regularmente. Só que agora, até nas paredes há histórias a serem contadas, com aquela unidade residencial a ser ‘transformada’ numa espécie de galeria de pintura.

Várias obras que integraram coleções ‘nascidas’ nas aulas do Departamento de Expressão Plástica ao longo dos últimos anos fazem parte, desde o passado fim de semana, do quotidiano de utentes e colaboradores do Lar Integrado. São marcas pessoais e identitárias dos seus autores, alguns dos quais ali residentes, e também motivo para novas interpretações e muitas conversas sobre formas, tons e, o mais importante, sensações.

Ler mais

Os sete anões, os sapatos mágicos e os utentes da APCC que adoraram ir ao cinema

Há muitas razões para celebrar o cinema: porque é uma forma de expressão cultural central na nossa sociedade, porque representa um meio de desenvolvimento educativo e de aumento da literacia artística, porque é uma fonte de prazer com a qual é difícil rivalizar. Todas estas razões e mais uma – o gozo que é uma ida ao cinema com amigos – levaram ontem um grupo de utentes do Lar de Apoio da APCC até ao Teatro Académico de Gil Vicente.

O motivo foi a comemoração, ainda que com alguns dias de atraso, do Dia Mundial do Cinema (que se tinha assinalado a 5 de novembro) e o filme escolhido foi a animação “Os Sete Anões e os Sapatos Mágicos”, de Sung Ho Hong e com as vozes de Sara Carreira e Fernando Daniel. Os utentes da Associação puderam assim assistir a uma história sobre sete príncipes muito belos e ainda mais arrogantes, marcada por uma mensagem com que todos concordaram: o mais importante é a beleza que cada um tem dentro de si.

Ler mais