fbpx

CACI

Já é (quase) Natal na área de Serviços do CACI da APCC

Bonecos de neve, bolas e coroas de Natal, presépios e, claro, Pais Natais! Tudo isto está tudo a começar a tomar forma na área de Serviços do CACI – Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão da APCC, porque dezembro está quase aí e já muitos contam os dias para a festa natalícia. Os utentes envolvidos não descuram nenhum pormenor e dedicam toda a sua atenção ao trabalho… afinal de contas, também há muito orgulho da sua parte nos lindíssimos artefactos que saem das suas mãos e razões para isso não faltam!

O processo é, ele próprio, uma espécie de milagre de Natal, porque estamos a falar de transformar restos de meias, pedaços de esponja e de cartão ou sobras de tecidos em peças deslumbrantes – nada que, por aqui, seja novidade: a reutilização de materiais é prática recorrente e um comprovado ‘motor para a criatividade.

Até ao Nata...

Ler mais

Um almoço a várias mãos e vários idiomas, preparado e partilhado pelas voluntárias europeias e utentes do CACI

Se tivesse sido um jogo de futebol, teria sido um Portugal vs. Resto da Europa, mas em que todos os golos marcados contariam para os dois lados, porque o único troféu em disputa teria sido a Taça da Amizade & Sabor. A equipa visitante apostaria todas as fichas numa dupla transalpina composta por lasanha de carne e lasanha vegetariana, enquanto os visitados depositariam as suas esperanças na capacidade finalizadora de umas bolachas de alecrim com cobertura de iogurte grego, coco e abóbora com mel.

Mas não se tratou de qualquer jogo, foi antes um almoço que partiu da iniciativa das voluntárias europeias da APCC e juntou a Roberta DeGiorgio, a Alice Lambert-Quénaon e a Antonia Tiepoldt – a ‘jogar fora’ – e os utentes da Sala do Redondo do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) – a ‘jogar em casa’. Foram muitas mãos a confecionar os pratos referidos, trocando tarefas e funções fluidamente, ao jeito de um verdadeiro ‘tiki-taka’ gastronómico, pelo que o resultado final foi mesmo uma goleada para os dois ‘lados’.

Mas...

Ler mais

Mosaico romano na Quinta da Conraria? Sim, sem sair do presente e com muito entusiasmo dos utentes da APCC

Foi uma verdadeira viagem no tempo e no espaço, sem sair de 2021 ou da Quinta da Conraria… Durante três dias da passada semana, cerca de dezena e meia de utentes do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) da APCC puderam mergulhar no mundo do mosaico romano, construindo as suas próprias criações. E se os romanos compunham desenhos elaborados que uniam com cimento, neste caso foram pequenas peças cúbicas em gesso (tesselas) que, com toda a minúcia, foram sendo consecutivamente coladas até formarem os mais variados motivos.

O processo em si não seria muito diferente ao completar de um complexo puzzle, acrescido da dificuldade de ter de cortar, limar e ajustar cada peça ao local preciso que ocuparia no desenho escolhido – que variava entre pormenores de mosaicos reais (alguns que se podem vislumbrar não muito longe dali, nas Ruínas de Conímbriga) e outras propostas. Apesar da exigência da tarefa, o prazer de a realizar foi tal, que não faltou quem trabalhasse na conclusão do seu mosaico até para lá do horário previsto para a atividade!

Esta ...

Ler mais

Da espiga até à broa e da broa para uma alimentação saudável: quatro semanas de atividades para os utentes da APCC na Quinta Pedagógica

Entre a eira, a Sala do Moinho e a Casa do Forno da Quinta Pedagógica da APCC, muito se passou na tarde de ontem… e muito se vai passar nas próximas semanas, com diversos grupos de utentes do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) e do Centro de Atendimento, Acompanhamento e Reabilitação Social para Pessoas com Deficiência (CAARPD) a participarem num conjunto de atividades desenhado para dar a conhecer o pão como património cultural da região.

Mas como se cumpre esse objetivo? Desde logo, na prática, mostrando as diversas fases da confeção do pão e convidando todos a experimentar a própria confeção! Mas antes de meter a mão na massa (pedimos desculpa pelo trocadilho fácil, mas ele é inevitável quando é isso mesmo que acontece), a equipa da Quinta Pedagógica trata de guiar os participantes numa viagem que começa na preparação do milho…

Descrevamos...

Ler mais

Primeiro foi a estreia online, mas agora o álbum de histórias do espetáculo “mim” está a ser aberto para os utentes da APCC

Foi em dezembro do ano passado que “Mim”, um álbum de histórias em forma de espetáculo, se deu a conhecer. Apesar de isso ter acontecido em formato online, dadas as contingências do tempo que então se vivia, esta criação do coletivo Sala T (um dos dois grupos de teatro da APCC) foi desde o início pensada para ser apresentada ao público. E foi isso que, ontem, pôde finalmente acontecer pela primeira vez, com o elenco e a professora de teatro Mariana Nunes a convidarem para a Sala do Teatro da Quinta da Conraria um grupo de utentes da Associação.

Ao vivo e tão perto dos protagonistas quanto possível, viram serem abertas as portas dos armários daquele espaço e revelados todos os objetos e histórias – pessoais e sobre a instituição – que neles se guardam. São histórias de pessoas que todos ali conhecem e até alguns dos episódios dramatizados seriam reconhecíveis, mas as formas de contar trouxeram novas cores (e sons!) que a plateia absorveu com toda a atenção.

Ler mais