Jovens húngaros estiveram na APCC para discutir formas de dar visibilidade às pessoas com deficiência

Quatro utentes da organização húngara EgyüttHató Egyesület estiveram em Coimbra nos últimos dias no âmbito de um projeto comum com a APCC, que tem como objetivo dar visibilidade às pessoas com deficiência. Além das conversas com os jovens portugueses que integram este projeto (André Vitorino, Bernardo Vieira, Diogo Sacramento e Ivo Rodrigues) sobre os objetivos desta iniciativa e as formas de os concretizar, aproveitaram também para conhecer a Associação e a própria cidade.

Assim, assistiram a um treino do APCC Coimbra Power Soccer Club (a primeira e atualmente única equipa de futebol em cadeira de rodas elétrica portuguesa), participaram em aulas de teatro e de música e ainda assistiram a um ensaio da banda 5ª Punkada, além de terem realizado um passeio pela Alta e pela Baixa de Coimbra.

O projeto em causa, denominado “Here We Are” e focado na expressão dos desejos e necessidades das pessoas com deficiência nas comunidades em que se inserem, surgiu na sequência de colaborações anteriores entre as duas organizações, todas com o propósito comum de promover a inclusão através do combate aos estereótipos. Tem uma forte vertente pública, nomeadamente pela sua divulgação através das redes sociais das duas organizações.

No entanto, consiste também de diferentes iniciativas realizadas nos dois países, como foram já o caso da primeira reunião transnacional, que teve lugar em março, em Budapeste, ou do debate sobre o olhar dos Media e da sociedade sobre as pessoas com deficiência, organizado em maio pela APCC. Seguir-se-ão agora outras iniciativas, conjuntas ou a nível local, que decorrerão até maio de 2018.

O projeto “Here We Are” é dinamizado pelo Gabinete de Voluntariado da APCC e decorre no âmbito do programa europeu Erasmus +, através do qual a instituição desenvolve, entre outros, o projeto “Holding Hands With Other Abilities”, que trouxe já até à instituição cerca de quatro dezenas de voluntários europeus.