O palco encheu-se de estrelas na Festa de Natal da Quinta da Conraria

Foram tantas e tão boas as atuações na Festa de Natal da Quinta da Conraria, que se realizou ontem (19 de dezembro), que não temos outra hipótese se não listá-las pelas pela ordem por que subiram ao palco do Salão da Paróquia de São José… Só uma exceção, para nos permitir começar pelo fim: quem não podia faltar, e não faltou mesmo, foi o Pai Natal, que encerrou da melhor forma um já indispensável convívio entre utentes, familiares, colaboradores e voluntários da APCC.

Antes disso, brindaram-nos com o(s) seu(s) talento(s) os Semp’a Bombar e os Bolitrotes, a Liliana Ferreira e a Andreia Matos (que leram um poema de Fernando Carvalho), os SaraNino (que relembraram a sua participação no Festival Nacional da Canção para Pessoas com Deficiência Mental deste ano, com o tema “Labirinto”), os grupos musicais Tabefes e Bofetadas e Não Tem Nome, o coletivo Todos Dançam, o par Tiago Gomes e Ana Rita, o grupo da Formação Profissional (com um poema de Natal) e o Coro da Formação Profissional (interpretando a canção “É Natal”).

Pelo meio, ainda houve tempo para o sorteio de Natal da área de Artes Manuais, para assistir ao “Videodicionário” – um filme criado pela sala URDP II – e para ouvir a tradicional mensagem de Natal do Presidente da Direção da APCC, Antonino Silvestre, que agradeceu o contributo de todos para os sucessos diários da instituição.

Foi desta forma que, com todo o empenho e alegria, os diversos serviços da APCC concentrados na Quinta da Conraria atenderam a chamada do Pai Natal e disseram sim ao espírito de união e partilha, tão importantes ao longo do ano, mas sempre celebrados nesta quadra.

Na Quinta da Conraria, situada em Ceira, são dinamizados diversos serviços e respostas da APCC, como a Formação Profissional, as Atividades Ocupacionais, a Hipoterapia, a Musicoterapia, a Quinta Pedagógica ou a Quinta Biológica.