Projeto Estúdio e Sala T estiveram na Feira Cultural de Coimbra à procura de quem se atrevesse a ser inutilista

Quantas vezes já pôde falar abertamente com um estranho sobre algo que lhe é importante, sem precisar de se preocupar com juízos de valor ou consequências futuras? Foi essa oportunidade que os dois grupos de teatro da APCC deram aos visitantes da Feira Cultural de Coimbra, numa performance que foi à procura e ao encontro de histórias comprovadamente inúteis, fossem elas segredos bem guardados, opiniões firmes ou dúvidas existenciais.

Em troca, os utentes da instituição que integram os coletivos Projeto Estúdio e Sala T – e as professoras de teatro Adriana Campos e Mariana Nunes – pediam apenas para serem também eles escutados. Para partilhar tinham os mais importantes estudos inutilistas, devidamente enquadrados pela legislação que define o inútil como o elemento transparente capaz de engrandecer a alma e enrubescer as maçãs do rosto e determina que ele deve ocupar 25% das horas do dia.

A participação da APCC na Feira Cultural foi inspirada por duas iniciativas anteriores que envolveram os grupos Projeto Estúdio e Sala T (a Reunião Extraordinária do Estado da Arte, com que foi celebrado o Dia Mundial do Teatro deste ano, e a Loja de Vender Poetas, criada a partir do livro de Afonso Cruz “Vamos Comprar um Poeta”) e representou a segunda vez consecutiva que estes dois projetos artísticos marcaram presença no certame.

A Feira Cultural de Coimbra 2018 decorreu entre os dias 1 e 10 de junho, no Parque Dr. Manuel Braga, numa organização da Câmara Municipal de Coimbra. O certame apresentou uma oferta cultural diversificada, que cruzou áreas como a literatura, o artesanato, a gastronomia, a música, as artes plásticas, a cultura e a criatividade, com um programa de animação dirigida a todos os públicos.

O desenvolvimento de atividades ligadas ao campo artístico é uma parte fundamental da ação da APCC enquanto instituição que fomenta a inclusão social, concretizando-se em áreas como a expressão plástica, a expressão musical, a expressão dramática e o teatro (com aulas de expressão dramática e dois grupos teatrais ativos). Pode saber mais na página do Centro de Atividades Ocupacionais.