“Change ton Regard”: APCC e parceiros analisaram resultados e continuidade deste projeto europeu

O projeto “Change ton Regard”, que junta a APCC às organizações Nos Pilifs (Bélgica) e Collectif T’Cap (França) em torno do objetivo de alterar as representações sociais sobre a deficiência, teve esta semana a sua reunião final de trabalho, em Coimbra. Representantes dos três parceiros fizeram ao longo de dois dias o balanço do trabalho realizado até ao momento e avaliaram as possibilidades de desenvolvimento desta colaboração.

Em cima da mesa estiveram as temáticas cuja necessidade de intervenção se revelou mais necessária, em termos institucionais e políticos, ao longo do trabalho até agora realizado, como a cultura, o emprego, a cidadania, a vida social ou a parentalidade. Foi também discutida uma proposta de continuidade deste projeto, através de uma candidatura conjunta para um novo projeto europeu que permita aprofundar as reflexões agora feitas.

Algumas das práticas observadas aquando das visitas de trabalho mútuas, realizadas este ano por colaboradores e utentes das instituições envolvidas, poderão igualmente ser introduzidas nas práticas quotidianas de cada parceiro ou inspirar novas abordagens. Recorde-se que, no âmbito deste projeto, foram levados a cabo três encontros transnacionais, em Coimbra (março), Nantes (abril) e Bruxelas (junho).

O projeto “Change ton Regard – Changer les représentations sur le handicap pour une citoyenneté plus active” é financiado pelo programa Erasmus+ e pretende promover a reflexão dos mais variados agentes, trabalhando a questão da deficiência como uma fonte de inovação social, privilegiando uma visão de oportunidade e encarando-a como um recurso no sentido de melhorar as relações sociais e as organizações. Em simultâneo, pretende promover a reflexão e fazer evoluir a sociedade num caminho que conduza à concretização plena do princípio da inclusão.

Trata-se de uma das várias parcerias desenvolvidas no âmbito da atividade do Gabinete de Projetos da APCC, sendo outros exemplos, entre muitos mais, os projetos DARE (no campo da assistência domiciliária) ou “Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação Musical” (que procura promover formas de aprendizagem mais eficientes e efetivas através da aplicação da tecnologia no ensino da música). Pode conhecer outros, atuais ou já concluídos, em www.apc-coimbra.org.pt/?cat=8.