Ligados às Máquinas e não só: Escola Superior de Tecnologia da Saúde assinala Dia das Pessoas com Deficiência com ‘ajuda’ da APCC

Para assinalar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência – que se comemora a 3 de dezembro – o Departamento de Fisioterapia da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra está a dinamizar uma semana de atividades de sensibilização da comunidade, que conta com a participação da orquestra de samples Ligados às Máquinas e de Teresa Vendeiro, utente e atual colaboradora da APCC.

Assim, já amanhã (5 de dezembro), os Ligados às Máquinas apresentar-se-ão ao vivo no Auditório João Gil daquela instituição de ensino, a partir das 11H00. Será uma oportunidade para ver ou rever este coletivo da APCC, único no seu género, que cruza vários estilos musicais, mas também sons da publicidade e séries televisivas, para criar composições originais que são verdadeiras mantas de retalhos sonoras. Esta iniciativa prevê ainda a atuação do grupo Dó Ré Mi, da Associação Cavalo Azul.

No dia seguinte (6 de dezembro), haverá oportunidade para conversar com Teresa Vendeiro, utente da APCC, com paralisia cerebral, que é desde há alguns anos também secretária da Direção da instituição. A sua história de vida – da infância à licenciatura em História, o percurso profissional e o papel de mãe, mas também o título de campeã paralímpica de boccia conquistado em 1988 – serão o mote para este encontro, que se realizará a partir das 17H30, no átrio do piso 3 da ESTeSC.

O Dia Internacional das Pessoas com Deficiência foi instituído pelas Nações Unidas em 1992, com o objetivo de promover uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência e de mobilizar a defesa pela dignidade, direitos e bem-estar das pessoas com deficiência. Em cada ano, as comemorações baseiam-se num tema diferente, que em 2018 foi “Emponderando pessoas com deficiência e garantindo inclusão e igualdade”.

Se quiser saber mais sobre os Ligados às Máquinas e os demais grupos musicais da APCC – que percorrem diversos estilos, da música experimental ao pop/rock ou à música tradicional portuguesa – pode consultar a página do Departamento de Música (onde se atua ao nível da musicoterapia, educação musical adaptada e expressão musical adaptada), em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=163.