De Picasso a Paula Rego: utentes da APCC visitaram o Museu Berardo

Pablo Picasso, Salvador Dalí, Marcel Duchamp, Piet Mondrian, Joan Miró, Francis Bacon, Andy Warhol, Donald Judd, Bruce Nauman, Cindy Shermann, Vasco Araújo, José Pedro Croft, Leng Guangmin, Tao Hui, Cheng Ran, Joana Vasconcelos, John Akomfrah, Marina Abramović & Ulay, Chantal Akerman, Pilar Albarracín, Albuquerque Mendes, Helena Almeida, Omar Ba, Mohamed Ben Slama, Marc Chagall, Daphné Chevallereau, Jan De Maesschalck, Alex Katz, Raymond Pettibon e Paula Rego.

Dedicámos o primeiro parágrafo a enumerar simplesmente alguns dos artistas cujas obras um grupo de utentes da APCC pôde apreciar no passado fim de semana, no Museu Coleção Berardo, só para dar uma ideia da importância deste tipo de programas no crescimento cultural, social e pessoal daqueles que neles participam. Assim foi mais uma vez, numa visita em que foi possível conhecer as exposições “Coleção Berardo (1900–1960)”, “Saudade, China & Portugal – Arte Contemporânea”, “John Akomfrah. Purple” e “Quel Amour!?”.

O deambular entre obras representativas dos movimentos artísticos mais significativos do século XX até à atualidade, a reflexão sobre o processo criativo que as originou e, porque não, a possibilidade de transposição deste novo conhecimento para o trabalho realizado pelos próprios utentes na Associação, nomeadamente no âmbito do Departamento de Expressão Plástica (atualmente, estuda-se e trabalha-se o corpo, com o propósito de fazer nascer uma nova coleção)… tudo isto foi possível em mais esta iniciativa enquadrada no programa APCCCultura.

Este programa procura corresponder às necessidades culturais e sociais dos utentes das várias respostas sociais da APCC, desenvolvendo um conjunto diversificado de ações que permitam a participação ativa na comunidade. Tendo como objetivo fundamental garantir o direito ao acesso à cultura, procura-se suscitar em cada indivíduo uma consciencialização sobre as ideias de igualdade e dignidade, ajudando ainda a construir uma estrutura de conhecimento que tenha em conta as áreas de interesse individuais.

O desenvolvimento de atividades artísticas é uma parte fundamental da ação da APCC enquanto promotora da inclusão social, com os utentes a participarem em atividades nas áreas da expressão plástica, expressão musical e expressão dramática. No Departamento de Expressão Plástica, em particular, coloca-se em prática uma visão da arte não como uma “fábrica de artistas”, mas antes como um veículo para despertar a criatividade e a imaginação. Pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=528.