Precisas de flores para o carro da Queima? Até 16 de abril, podes encomendá-las à APCC!

Os especialistas em flores para os carros da Queima das Fitas estão de volta! Os utentes do Centro de Atividades Ocupacionais da APCC já têm tudo pronto para mais uma temporada de muitas cores – e papel e arames… – e só estão mesmo à espera que comecem a chegar as encomendas! Por isso, se não tens tempo ou se precisas dele para… estudar, por exemplo, ou até mesmo se achas que deves deixar este trabalho para os ‘profissionais’… contacta-nos!

Até ao dia 16 de abril, estamos a receber encomendas! Quando dizemos “Tu fazes a festa, nós fazemos as flores”, sabemos do que falamos: só no ano passado, quase 50 mil flores foram produzidas na APCC, tendo ‘desfilado’ em 13 carros no cortejo da Queima! E com mais de meio milhão de flores no ‘currículo’, em 16 anos consecutivos a dar cor à festa dos estudantes, os nossos utentes já são provavelmente os maiores peritos mundiais nesta matéria!

Para fazer a encomenda, ou para obter mais informações, basta ligar para os números 239 802 820, 239 156 100 ou 239 792 120. As flores encomendadas poderão posteriormente ser levantadas no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral (Vale das Flores) ou na Quinta da Conraria (Castelo Viegas). Há vantagens em fazer a encomenda o quanto antes, pois o preço aumenta com a proximidade da Queima das Fitas.

Os preços por cada saco (200 flores) são os seguintes:
– até 31 de março: 8 euros
– até 9 de abril: 9 euros
– até 16 de abril: 10 euros

Estes preços dizem respeito a encomendas com entrega de papel e arame. No caso das encomendas em que é a APCC a fornecer o material para a produção das flores, o preço por saco aumenta 1 euro.

Esta iniciativa da APCC tem vantagens para todos os envolvidos: os estudantes conseguem uma preciosa ajuda numa altura do ano em que todos os minutos contam e os utentes da instituição são justamente compensados pelo seu esforço, além de realizarem um trabalho com visibilidade pública e alargada. E, todos juntos, ajudam a combater os estigmas que ainda possam existir sobre as pessoas com deficiência.

Através do Centro de Atividades Ocupacionais, a APCC dá resposta às necessidades de pessoas com deficiência e incapacidade com significativas limitações da atividade e restrições na participação, assegurando apoio técnico e terapêutico e dinamizando diversas atividades, tanto na Associação como no exterior. Pode saber mais sobre esta resposta da APCC em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=247.