Um treino sem limites: equipa de râguebi da APCC juntou-se aos mais jovens jogadores da Académica

A equipa de râguebi da APCC esteve ontem presente no último treino da época das camadas jovens da Associação Académica de Coimbra, para mais uma ação de divulgação da vertente de ‘mixed ability rugby’, de que é a única praticante no país. Os utentes da instituição partilharam o campo com os jovens jogadores dos ‘Pretos’, em particular os sub-12, mostrando as especificidades da sua forma de jogar a modalidade, trocando dicas com os mais pequenos e proporcionando momentos de pura confraternização sem limites.

Quem também participou nos diversos exercícios foi Manuel Picão, capitão da Académica, que forma, com Mariana Marques (Agrária), a dupla de padrinhos desta equipa. O internacional português pôde observar por si próprio o progresso já alcançado pelos jogadores da APCC desde que este projeto foi apresentado publicamente, no passado mês de abril, mas não se coibiu de dar alguns conselhos preciosos para que possam chegar ainda mais longe.

Esta iniciativa, que decorreu no Campo de Santa Cruz, marca um momento especial do ‘calendário’ da equipa da APCC, que já iniciou um programa de sessões de apresentação em instituições similares, com o objetivo de levar ao aparecimento de mais praticantes. Para isso, as entidades que estejam interessadas em desenvolver os seus próprios projetos devem contactar a Associação através do mail geral@apc-coimbra.pt.

Atualmente constituída exclusivamente por pessoas com deficiência, a equipa da APCC abrirá no futuro as portas à participação de outras pessoas, com ou sem experiência no râguebi ou em outros desportos. O objetivo do projeto, coordenado por João Costa (fisioterapeuta na instituição, ex-jogador e atual árbitro) é criar um movimento verdadeiramente inclusivo, inspirado em alguns dos valores habitualmente associados ao râguebi, como o companheirismo ou a abnegação.

O treino conjunto com as camadas jovens da Académica viria a terminar com um momento significativo, em que Paulo Picão Eusébio (presidente da secção de râguebi da Académica) agradeceu a presença dos atletas da APCC e deixou duas ofertas – uma miniatura de uma bola e um cachecol da ‘Briosa’ – que pretendem ser dois símbolos da vontade de continuar a colaborar e contribuir para o sucesso deste projeto da instituição.

Na APCC, são desenvolvidas várias modalidades desportivas, como o boccia, a natação ou a tricicleta, entre outras. Instituição pioneira a nível nacional no desporto para pessoas com deficiência, a Associação concilia a vertente competitiva com a de lazer e manutenção. Pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=38.