Equipa de râguebi da APCC foi a Arganil participar nas Jogolíadas e demonstrar as emoções da modalidade

A equipa de râguebi da APCC não para! E entre os treinos – cada vez mais ‘puxados’ – e os momentos de divulgação deste projeto, sobra sempre energia para mais um passe, uma finta, um pontapé ou uma placagem… Ontem, este entusiasmo e empenho foi mais uma vez visível, desta feita nas Jogolíadas, em Arganil, um evento lúdico-desportivo para pessoas com deficiência mental, organizado pela Unidade Funcional daquela localidade da APPACDM Coimbra.

Como ‘convidados especiais’ desta sessão de treino especial, os membros da equipa acolheram utentes das outras instituições presentes, que puderam experimentar a modalidade, sob as indicações de João Costa, fisioterapeuta da APCC e treinador deste grupo. Para muitos, foi mesmo a primeira vez que viram uma bola de râguebi, mas foram evidentes em todas as faces a alegria do jogo e o prazer do convívio.

Para os jogadores da Associação, a ocasião serviu ainda para testarem as suas aptidões em alguns outros desportos, dinamizados por utentes e técnicos das entidades envolvidas. Assim, repartidos pelo boccia, o sopro de dardo ou o lançamento da bola ao alvo, fizeram ativamente parte desta grande festa do desporto – esta foi já a sexta edição das Jogolíadas – em que estiveram presentes mais de 100 participantes.

Esta foi também mais uma oportunidade para divulgar o ‘mixed ability rugby’, uma vertente do râguebi de que a equipa da APCC é a única praticante em Portugal e que se caracteriza por juntar em campo pessoas indistintamente das suas capacidades, idade, género ou experiência. As instituições que pretendam desenvolver os seus próprios projetos neste campo podem contactar a Associação – através do mail geral@apc-coimbra.pt – para combinar a realização de sessões de demonstração e outro tipo de apoio ou aconselhamento.

O projeto de ‘mixed ability rugby’ da APCC pretende incentivar a criação de mais equipas, tendo em vista a realização de encontros ou mesmo competições entre elas, mas também vir a integrar pessoas sem deficiência, com ou sem experiência desportiva. O objetivo final é dar origem a um movimento verdadeiramente inclusivo, inspirado em alguns dos valores habitualmente associados ao râguebi, como o companheirismo ou a abnegação.

Na APCC, são desenvolvidas várias modalidades desportivas, como o boccia, a natação ou a tricicleta, entre outras. Instituição pioneira a nível nacional no desporto para pessoas com deficiência, a Associação concilia a vertente competitiva com a de lazer e manutenção. Pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=38.