Os treinos foram positivos e Sandra Semedo está pronta para representar Portugal na Taça Internacional de Tricicleta

Costuma dizer-se que não se deve regressar aos locais onde se foi feliz, mas a triciclista Sandra Semedo não se deixa atemorizar por superstições ou possíveis dificuldades e, após a ausência do ano passado, está de volta a Frederiksberg, na Dinamarca, para participar na maior competição internacional de tricicleta. Adotando em 2019 a designação de Taça Internacional, esta prova permitiu à atleta da APCC, em edições anteriores, conquistar cinco medalhas: três de ouro e duas de prata.

Sandra Semedo irá, assim, defender um currículo que faz dela um dos maiores nomes da modalidade a nível mundial e onde constam, além das medalhas alcançadas em solo dinamarquês, outras três de ouro e uma de prata referentes aos Jogos Mundiais da Paralisia Cerebral de 2018, um lugar de finalista no Campeonato da Europa de Para-Atletismo de 2018 e 26 títulos de campeã nacional. São ainda seus os recordes nacionais de todas as distâncias da categoria RR2 e três recordes da classe RR3.

Neste seu regresso à Dinamarca, Sandra irá competir em RR2 e prevê fazer as provas de 100, 400, 800 e 5000 metros, com esta última a representar a sua estreia na distância. Os treinos em Coimbra terminaram na passada semana e deixaram boas indicações à treinadora da APCC Ana Nunes, que ocupa o cargo de selecionadora nacional de tricicleta e marcará também presença em Frederiksberg.

A Taça Internacional de Tricicleta 2019 corresponde à vertente competitiva do International RaceRunning Development Camp & Cup, que decorre entre os dias 7 e 14 de julho e que junta cerca de 250 participantes (mais de cem atletas e ainda treinadores e acompanhantes) para uma semana de corridas, treinos conjuntos, formação de técnicos e atividades sociais. As provas terão início no dia 11 e decorrerão sob a égide da CPISRA (Cerebral Palsy International Sports and Recreation Association). Além de Sandra Semedo, Portugal estará representado por Alírio Almeida, André Pinto e João Lomar.

A tricicleta é uma modalidade desportiva mista, praticada em pistas de atletismo e com três classes de competição, em que os atletas correm com os pés, num equipamento com três rodas e três apoios. Na APCC, começou a ser praticada há quase duas décadas, tendo sido retomada com particular entusiasmo nos últimos cinco anos. Pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=282.