Entre abril e julho, projeto “Still Here” convidou utentes da APCC a refletir sobre equidade e direitos humanos

Quando teve início, em março deste ano, o projeto europeu “Still Here” anunciava o desenvolvimento de várias atividades dirigidas às comunidades em que se inserem as duas instituições que o dinamizam: a APCC e a organização húngara EgyüttHató Egyesület. Neste contexto, o grupo encarregue de dinamizar as ações em Coimbra (constituído pelos utentes André Vitorino, Bernardo Vieira e Diogo Sacramento) desenhou um primeiro conjunto de iniciativas voltadas para dentro da própria APCC.

Foi assim que, entre abril e o passado mês de julho, tiveram lugar no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral seis sessões de troca de ideias, em que um grupo de utentes da Associação era desafiado a refletir sobre temas de âmbitos muito distintos no campo da deficiência. O objetivo foi procurar olhar de forma diferente para realidades que, podendo ser mais ou menos próximas de cada um, suscitassem uma reflexão conjunta versando matérias como a equidade ou os direitos humanos.

A primeira sessão esteve a cargo de Fernanda Maurício, coordenadora do Gabinete de Voluntariado da APCC e teve como tema “Identidade/deficiência”, tendo-se seguido sessões sobre “A comunicação como instrumento da inclusão” (dinamizada por Pedro Santos, responsável pela comunicação da instituição), “Participação pelo desporto” (Diogo Sacramento), “Ideias e experiências sobre turismo” (André Vitorino), “Criar ligações pelo desporto – participação em eventos desportivos internacionais” (Bernardo Vieira) e “A importância do acesso à cultura para a dignificação pessoal” (Suzete Azevedo, coordenadora do Departamento de Expressão Plástica).

Até julho de 2020, estão previstas várias outras iniciativas enquadradas no projeto “Still Here”, envolvendo diretamente a comunidade local – através dos seus membros ou entidades – bem como reuniões transnacionais entre o grupo português e o grupo húngaro. Simultaneamente, o projeto manterá a sua presença nas redes sociais, com conteúdos regulares sobre desafios e histórias pessoais a serem publicados na sua página de Facebook, com a designação de “Here We Are”.

O projeto “Still Here” é desenvolvido pelo Gabinete de Voluntariado, à semelhança do que acontece com o projeto “Holding Hands With Other Abilities”, que trouxe já até à instituição cerca de quatro dezenas de voluntários europeus e possibilitou a mais de uma dezena de jovens portugueses participar em projetos de voluntariado no estrangeiro.