Sessão de Formação para Voluntários foi oportunidade para falar sobre responsabilidades e expetativas

Os voluntários são essenciais no quotidiano da APCC: eles colaboraram em atividades regulares ou pontuais, apoiando os nossos utentes e profissionais em coisas tão diferentes como brincar no recreio com as crianças, dar apoio em sessões de hipoterapia ou hidroterapia ou conversar com os residentes do Lar Integrado, entre muitas outras. Outra forma de o explicar é dizer que eles estão sempre presentes!

Mas para poderem dar um pouco de si, é preciso que compreendam os desafios que se lhes vão colocar e estejam preparados para uma realidade que, mesmo que muito gratificante, representará sempre uma nova experiência. É, por isso, essencial que recebam a formação adequada e possam, por via dela, corresponder às responsabilidades que decorrem das suas funções enquanto voluntários, mas também sentirem-se preenchidos com o papel que desempenham na instituição.

Foi precisamente isso que aconteceu ontem, com a relação de uma Formação para Voluntários, no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral. A psicóloga Teresa Paiva, o neuropediatra Olavo Gonçalves e Kim Almeida, do Gabinete de Voluntariado, conduziram uma sessão em que foram abordados temas como a paralisia cerebral e condições neurológicas afins, maus tratos e negligência ou intervenção com pessoas com deficiência, entre outros.

Este grupo de voluntários pôde ainda realizar algumas dinâmicas diferentes, relacionadas com o que é para eles ser voluntário (e, como estamos nessa altura do ano, acabámos com um pinheiro de Natal decorado com esses maravilhosos sentimentos e palavras…), as suas expetativas quanto a esta experiência, as barreiras que conseguem identificar ou aquilo que os faz sorrir. Foi, sobretudo, um momento muito positivo de partilha!

O voluntariado na APCC é desenvolvido nos âmbitos nacional e internacional. No primeiro, os voluntários ajudam os técnicos da Associação em diversos tipos de serviços que envolvem diretamente os utentes, em áreas e serviços distintos, ao longo de todo o ano e de acordo com a sua disponibilidade. No segundo, a instituição atua como entidade de envio de jovens portugueses para projetos de voluntariado noutros países e como entidade de acolhimento de voluntários europeus, para projetos com duração pré-definida.

Pode conhecer as possibilidades de voluntariado na APCC visitando a página www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=722.