Há uma dinâmica nova na Ludoteca da APCC e é de chorar e rir (e muito mais!)

Começa com uma pergunta: “Como te sentes hoje?” As hipóteses são quatro – feliz, triste, zangado, assustado – mas a conversa dá espaço a que cada um explique o que está a sentir agora, que está ali à porta d’”O Dragão Brincalhão” e lhe é dito que vai fazer uma viagem pelas emoções… A nova dinâmica da Ludoteca da APCC chama-se “Chorar ou rir, as emoções vou sentir” e é uma espécie de grande aventura em que todos encontram espaço para pensar, mas também brincar, sobre o que de mais profundo existe em cada um.

A estreia aconteceu ontem e os primeiros a viajar até uma ilha habitada por muitos e diferentes sentimentos (podemos revelar que o Amor é o protagonista de uma autêntica epopeia, mas quanto ao resto temos mesmo de guardar segredo…) foram as crianças do Jardim de Infância de São Bento. Coube-lhes, portanto, serem verdadeiros pioneiros da brincadeira, papel que desempenharam com todo o empenho e incontáveis sorrisos!

Depois de já ter explorado o espaço, o fundo do mar ou o Polo Norte, e até aberto um restaurante, o Dragão Brincalhão viaja desta vez para dentro de si mesmo e convida os participantes nesta nova dinâmica a fazer o mesmo. E se é verdade que cada expedição será, necessariamente, diferente de todas as outras, podemos também dizer que, a avaliar pela viagem inicial de ontem, em nenhuma faltará muita diversão!

Quem não quiser deixar passar a oportunidade de experimentar a dinâmica “Chorar ou rir, as emoções vou sentir”, pode ainda inscrever-se, só que vai ter de se apressar! Até final de abril, a Ludoteca da APCC está aberta para grupos de jardins de infância e escolas básicas do 1º ciclo, mas já há poucas vagas! A inscrição pode ser feita pelo número de telefone 239 792 120.

A Ludoteca “O Dragão Brincalhão” é um espaço dinâmico e interativo, onde através de vivências lúdicas se promove a igualdade de oportunidades e o direito a brincar. Está aberta a crianças com e sem deficiência, da APCC ou da comunidade em geral. Pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=328.