O futebol na Quinta da Conraria é simples: são cinco de cada lado, a bola é redonda e no final ganha… a APCC!

Foi o dérbi dos dérbis da APCC. O jogo grande da jornada, de todas as jornadas. Um verdadeiro confronto de titãs. O ajuste de contas definitivo. Não foi um Sporting-Benfica ou um Porto-Boavista, foi uma partida marcada por uma rivalidade muito maior, ainda que também com grandes doses de desportivismo e fair play. Não foi jogado no La Bombonera ou em Anfield Road, mas a paixão foi ao nível desses palcos e o talento dos jogadores fez corar de vergonha Ronaldos e Messis.

Mas que partida foi esta? Podemos identificar os dois lados em disputa, escrever uma crónica cheia de adjetivos e hipérboles, publicar as mais completas fichas do jogo, mas não vamos mentir: quem não viu, perdeu uma oportunidade histórica! Na passada sexta-feira, na Quinta da Conraria, houve um clássico Formandos-Formadores, o mais decisivo e concludente de todos os encontros ao jeito de Solteiros contra Casados da história do futebol português, talvez até do futebol mundial!

Ler mais

Carnaval do Centro de Reabilitação começou no País dos Brinquedos e foi até à Lua a fugir do tubarão (e outras saudáveis loucuras)

E ainda no capítulo de “Carnavais que são para levar muito a sério”, o que dizer do desfile do Centro de Reabilitação da APCC? Em boa verdade, já temos uma noção daquilo com que contar, mas cada ano é uma nova emoção: as crianças do Jardim de Infância e da Escola Básica abrem o concurso com muita cor e alegria e, quando seria razoável que as coisas acalmassem um pouco, colaboradores e voluntários levam a espetacularidade cénica e a loucura saudável a níveis inimagináveis!

Foi isso que voltou a suceder na tarde da passada sexta-feira, com o Noddy e os seus amigos a liderar o corso carnavalesco, vindo depois no seu encalço uns Irmãos Metralha e uns agentes da autoridade tão animados que, se o excesso de diversão fosse crime, teria sido necessário meter todos na prisão! Depois… bem, depois foi uma sucessão de cientistas malucos, exploradores espaciais, surfistas receosos (e um tubarão bastante amigável), canídeos com muita pinta, gaiteiras cozinheiras, artistas circenses, um gangue mafioso e até alguns cachos de uva!

Houve teve tanto ...

Ler mais

Muito mistério em torno das máscaras do Carnaval da Quinta da Conraria!

Há quem fale em ‘brincar ao Carnaval’, mas essa é uma brincadeira que é levada muito a sério na APCC!… Vejamos o exemplo do último desfile carnavalesco na Quinta da Conraria, na passada sexta-feira, em que o tema “A Máscara – Quem Sou?” deixou tanta gente de cabeça à roda a tentar descobrir a identidade dos mascarados, como encheu de alegria e animação uma manhã de partilhas, amizades e talentos.

À semelhança do programa televisivo que deu o mote para a festa, não faltaram investigadores, mas a diferença aqui foi que todos – utentes, colaboradores e voluntários – entraram na brincadeira e não esconderam os seus palpites, uns mais informados do que outros. Não vamos dizer que o sucesso das ‘investigações’ foi total, mas nem tal seria expectável perante a qualidade das máscaras apresentadas.

E quem desfilou, afinal? Nas participaçõe...

Ler mais

Fartos da forma tradicional de fazer flores para o carro da Queima das Fitas? Podem encomendá-las à APCC!

Se já estão cansados de fazer flores para o carro da Queima das Fitas, se não conseguem sequer imaginar dedicarem-se a isso ou simplesmente se preferem dispor do vosso tempo para fazer outras coisas, há uma solução fácil: encomendá-las à APCC! Os nossos utentes do Centro de Atividades Ocupacionais já estão preparados e motivados para, mais uma vez, dar o seu contributo à ‘festa dos estudantes’ e ajudar a enchê-la de cor!

E já toda a gente sabe que eles são, provavelmente, os maiores especialistas mundiais nessa tarefa: são já 17 anos consecutivos e mais de meio milhão de flores produzidas, de todas as cores da Academia de Coimbra! Por isso, até ao dia 15 de abril, só precisam mesmo de fazer duas coisas: ligar e encomendar… nós tratamos do resto!

Para ...

Ler mais

Ligados às Máquinas atuam e são exemplo de inovação em congresso sobre comunicação em cuidados paliativos

Vai ser no próximo sábado (22 de fevereiro) que os Ligados às Máquinas, a orquestra de samples da APCC, vão marcar presença no 1º Congresso Internacional de Comunicação e Marketing em Cuidados Paliativos, que decorre em Coimbra. Vai ser uma participação em dois planos: primeiro, pelas 14H30, com uma atuação ao vivo para os participantes no evento; depois, a partir das 15H00, através das palavras do professor de música e musicoterapeuta Paulo Jacob, que fará uma intervenção enquanto coordenador do grupo.

Esta será, portanto, uma oportunidade para ficar a conhecer ou para ‘revisitar’ a música dos Ligados às Máquinas – construída através da junção de samples sonoros e cruzando hip-hop, rock, techno, fado, blues, world music, música erudita, música concreta e sons da publicidade ou de séries televisivas – mas também para perceber a importância da atividade deste coletivo nas vidas dos seus elementos, através da sua inclusão no painel de discussão “Inovação e Criatividade em Cuidados Paliativos”.

Ler mais