fbpx

Projetos

Moonwalk: projeto para o empoderamento de jovens com deficiência teve workshop na Hungria e prossegue com formação

Três profissionais da APCC fizeram recentemente parte de um grupo de 13 participantes num workshop no âmbito do projeto europeu Moonwalk, que decorreu em Budapeste, na Hungria. No centro das discussões levadas a cabo nesta ocasião estiveram as conclusões de uma pesquisa envolvendo cerca de 300 pessoas em Portugal, Itália e Hungria, que teve como objetivo identificar características comuns entre jovens com deficiência daqueles países.

Em análise esteve ainda a preparação de um manual metodológico sobre empoderamento, que será concluído até ao final do projeto, com base em métodos não formais de aprendizagem. O trabalho a realizar neste contexto será no sentido de permitir identificar e compreender os problemas, as práticas e estratégias individuais que os jovens utilizam, de forma a promover a sua autonomia e participação nos diversos contextos de vida.

Ler mais

Técnicos da APCC ficaram a saber mais sobre a tricicleta e o projeto internacional que a pretende impulsionar em todo o mundo

Um grupo de técnicos da área da fisioterapia na APCC participou, no final da passada semana, num webinar realizado no âmbito do projeto internacional RunFree, com o propósito de ficar a conhecer melhor a tricicleta, nomeadamente enquanto forma de participação desportiva e social de pessoas com deficiência. Dinamizada pela treinadora da Associação e selecionadora nacional Ana Nunes, esta iniciativa pretendeu também contribuir para a potencialização daquela disciplina, através da identificação de futuros praticantes.

Ao longo de cerca de uma hora, foram abordados temas como a história da tricicleta, os seus destinatários, o sistema de classificação ou os benefícios para a saúde resultantes da sua prática. Foi ainda possível perspetivar eventuais futuras colaborações entre os profissionais participantes, sempre na perspetiva da melhoria da qualidade de vida dos utentes da APCC.

Ler mais

Projeto de marketing social coordenado pela APCC conclui formação com profissionais de quatro países

Está a terminar mais uma fase do projeto “SIM – Social Inclusion Marketing”, correspondente a uma formação dedicada a estudos de caso de marketing de inclusão social e em que participaram colaboradores da APCC e de instituições do setor social da Bulgária, Espanha e Suíça. Iniciado em maio passado, este curso teve objetivos de aprendizagem como perceber a utilidade das técnicas de marketing para lidar com a exclusão social e aprender os conceitos básicos do marketing social, bem como a utilizar as suas técnicas no quotidiano.

Assim, foram abordados nesta formação – que decorreu em sessões à distância, sob a tutoria da Universidade de Lugano – temas como a importância do marketing social para a inclusão, o desenvolvimento de planos específicos e as respetivas implementação e avaliação. Os conteúdos abrangeram conceitos como o marketing mix, a comunicação ou a teoria da mudança, entre muitos outros.

Ler mais

APCC ajuda a aproximar União Europeia e Turquia com projeto na área da deficiência intelectual

Com o objetivo de aumentar a visibilidade social das pessoas com deficiência intelectual e criar uma rede europeia de solidariedade entre instituições, no sentido de promover a sua inclusão e educação, teve recentemente início o projeto “Making the Invisible Visible”, em que a APCC é parceira da organização turca Elazığ Şizofreni Dayanışma Derneği, que trabalha na área da esquizofrenia.

Esta iniciativa, que pretende ainda influenciar as políticas sociais e de emprego da União Europeia, irá envolver diretamente 100 pessoas com deficiência intelectual e 40 famílias, de Portugal e da Turquia, além de profissionais (assistentes pessoais, psicólogos e educadores) de organizações também de ambos os países e de outros membros da União Europeia.

Ler mais

Utentes e técnicos da APCC em formação-piloto de projeto europeu para o empoderamento de jovens com deficiência

O projeto europeu Moonwalk, desenvolvido pela APCC com parceiros da Hungria e Itália e que visa promover o empoderamento de jovens com deficiência, iniciou esta semana uma formação-piloto – com a participação de quatro técnicos e 10 utentes – em que serão abordados temas como a evolução histórica do conceito de deficiência, questões sociais, educação, acessibilidades, ajudas técnicas, formação, empregabilidade, vida independente, comunicação, arte e cultura.

Esta formação, que decorrerá até julho, é uma das atividades a desenvolver no âmbito do projeto no sentido de desenvolver uma metodologia sobre empoderamento, com base em métodos não formais de aprendizagem, procurando identificar e compreender os problemas, as práticas e estratégias individuais que os jovens utilizam, de forma a promover a sua autonomia e participação nos diversos contextos de vida.

Ler mais