fbpx

Quinta da Conraria

Jardinagem numa tarde soalheira na Quinta da Conraria, ou como encontrar raios de sol em qualquer situação

Desde março do ano passado que as nossas vidas mudaram de forma radical. Neste sobressalto, os desafios do inesperado misturam-se muitas vezes com os hábitos que se tornam demasiado repetitivos e pode até ser difícil perceber qual das duas coisas é melhor. Mas na APCC, tentamos sempre que todas as surpresas sejam agradáveis e que nenhum rotina se torne aborrecida. E isto ajuda a explicar a tarde de ontem na Casa do Campo da Quinta da Conraria…

Tirando partido dos raios de sol que ajudaram a quebrar a monotonia cinzenta do inverno, a tarde transformou-se numa divertida sessão de jardinagem para um grupo de utentes que, dessa forma, aproveitou para dar uma cor mais viva ao confinamento. Algumas plantas suculentas, um pouco de terra, uns quantos vasos e o resto foi alegria, animação… e colaboração!

Porque é at...

Ler mais

APCC lembra que “Há Sempre Natal!” e vai partilhar festa virtual da Quinta da Conraria

Anualmente, utentes, colaboradores e voluntários da APCC ligados às atividades desenvolvidas na Quinta da Conraria convidam os familiares para uma grande Festa de Natal, com música, dança, poesia e muito mais. E em 2020, o facto de não poderem estar juntos presencialmente não será motivo para deixar de celebrar a quadra e, até, para alargar o convite a todo o mundo.

Porque já no dia 17 de dezembro terá lugar a Festa Virtual de Natal da Quinta da Conraria, que poderá ser vista a partir do site e das páginas de Facebook e YouTube da APCC. Às 14H00, ficará disponível um conjunto de atuações e pequenos vídeos, preparados ao longo das últimas semanas pelos utentes e técnicos da Associação, todos ligados às atividades e ao quotidiano da instituição.

Ler mais

APCC estreia online “Mim”, um espetáculo que é um álbum das histórias dos utentes e da instituição

Chama-se “Mim” e é um álbum de histórias em forma de espetáculo. Foi criado na APCC e vai estrear no site da instituição no próximo dia 16 de dezembro. Nele, abrem-se as portas dos armários da Sala do Teatro, na Quinta da Conraria, para mostrar o que dizem os objetos que neles se guardam sobre os utentes que fazem o quotidiano daquele espaço. E, dessa forma, revelam-se histórias sobre a própria Associação, tanto dentro como fora dos seus muros.

Pensado inicialmente para ser um espetáculo com público presencial, “Mim” foi transformado tendo em conta as restrições provocadas pela pandemia, mas mantendo o propósito de dar vida a estas narrativas, sem baixar os braços nem adiar as palavras.

Ler mais

No Dia das Pessoas com Deficiência, a GNR marcou presença na Quinta da Conraria

Assinalou-se ontem (9 de dezembro) o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência e esse foi o mote para uma visita especial na Quinta da Conraria: elementos da Secção de Policiamento Comunitário do Destacamento Territorial de Coimbra da Guarda Nacional Republicana (GNR) realizaram duas sessões de esclarecimento juntos de utentes do Centro de Atividades Ocupacionais da APCC.

Foram momentos para esclarecer dúvidas sobre a atuação daquela força da autoridade e de como ela está (também) ao serviço das pessoas com deficiência. O enfoque foram os seus direitos e formas de os fazer valer, numa perspetiva de envolver, atender, compreender e respeitar as necessidades e diferenças de cada um. O interesse dos utentes foi elevado e muitas perguntas puderam ser respondidas, numa troca de experiências frutuosa para todos.

Ler mais

Na Quinta da Conraria, estes são dias de ensaios de “Mim”, o espetáculo que é parte do “Museu de Nós!”

A história do Vasco. A história da Diana. A história do Ricardo. A história da Alexandra. E várias outras histórias, tantas quantas aqueles que fazem o quotidiano da Sala do Teatro da APCC. São elas que estão em destaque no espetáculo inserido no projeto “O Museu de Nós!”, que está a tomar forma e cujos ensaios têm vindo a decorrer na Quinta da Conraria.

Entre portas que se abrem e objetos que falam por si, o texto é percorrido da mesma forma que os caminhos percorridos pelos utentes da Associação ao longo das suas vidas o ajudaram a construir. E há gestos que permitem contar o que cada um quer dizer sobre si, movimentos que se repetem, que se testam, para que nada falhe nesta apresentação com tanto de pessoal como de emotivo.

Ler mais