Pecado da gula para eles, pecado da inveja para nós: utentes do Lar Integrado foram ver como se fazem (e provar!) os pastéis de Tentúgal!

Aviso: ler este texto e ver estas fotos pode deixar água na boca! Agora que o aviso está dado, podemos explicar por que precisámos de o fazer, mas se decidir continuar a ler, será por sua conta e risco! É que um grupo de utentes do Lar Integrado da APCC foi até Tentúgal para conhecer tudo sobre o famoso pastel local e, como não voltaram sem o provar, o que a seguir se lerá é tão doce que é quase pecado…

Com uma ajuda da Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal, o nosso grupo visitou a pastelaria Afonso, onde pôde ficar a conhecer o processo de produção dos pastéis e até descobrir alguns segredos! Por exemplo, sabiam que eles eram originalmente em forma de meia lua e com amêndoa no recheio, e que só quando as freiras precisaram de começar a comercializá-los é que adquiriram o seu característico formato alongado?

Mas o que toda a gente quer saber – imaginamos… – é como estavam os pastéis, certo? Bem, podemos dizer que estavam deliciosos, mas bastará olhar para as caras de satisfação de cada um dos utentes que realizaram a visita para constatar que essa descrição peca por não ser capaz de lhes fazer justiça! Ou seja, para perceberem do que estamos a falar, vão mesmo ter de fazer uma viagem a Tentúgal…

O Lar Integrado Dr. José Mendes Barros apoia famílias cujos membros, devido ao avançar da idade, não conseguem já prestar os cuidados necessários aos seus filhos com deficiência ou incapacidade. É uma das três unidades residenciais da APCC, juntamente com o Lar de Apoio e o Lar Residencial, sobre as quais pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=264.