Um grupo de amigos a conversar à beira da piscina e outras formas similares de integração (ou mais uma atividade do APCCCultura)

Já muitas vezes escrevemos que o programa APCCCultura promove iniciativas dirigidas aos utentes da APCC nos campos da arte, da cultura e do lazer e já aqui partilhámos testemunhos de várias dessas atividades, como as visitas ao Museu Nacional de Arte Antiga e a Serralves, ou a presença em espetáculos da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e da Companhia Olga Roriz.

Mas se acreditarmos – como acreditamos! – que o lazer desempenha um papel igualmente relevante para uma verdadeira inclusão, era pouco provável que deixássemos passar em claro a chegada do calor… E foi por isso que a mais recente ‘escala’ da ‘viagem’ APCCCultura, no passado fim de semana, se dividiu exclusivamente entre a piscina e a beira-mar (e a mesa!), na lindíssima localidade de Santa Cruz, no concelho de Torres Vedras.

Houve, desta forma, pessoas felizes a nadar, a aproveitar o sol, a conversar, a rir… a ser! A ser o que cada um quis ser nesta espécie de férias divertidas para adultos! Falamos, é claro, do António, do Carlos, da Isabel, da Julieta, da Liliana, da Luísa, do Márcio, do Nelson, da Regina, do Ricardo, da Sandra e do Tiago, os nossos utentes. Mas também da Suzete, da Elisabete, do Fernando, do João, da Rita e da Sara, a equipa de colaboradores da Associação que venceram os cansaços para se mostrarem, acima de tudo, mais uns quantos amigos num grupo coeso e muito divertido!

O programa APCCCultura é dinamizado pelo Departamento de Expressão Plástica da Associação e dá aos participantes a oportunidade de conhecer mais do mundo que os rodeia e nele participar ativamente. O objetivo central é de contribuir para aumentar a qualidade de vida através da promoção do direito de cada indivíduo ao acesso à cultura e ao lazer, contribuindo dessa forma para uma consciencialização sobre as ideias de igualdade e dignidade.

O desenvolvimento de atividades ligadas à arte é uma parte fundamental da ação da APCC enquanto promotora da inclusão social. No Departamento de Expressão Plástica, em particular, coloca-se em prática uma visão da arte não como uma “fábrica de artistas”, mas antes como um veículo para despertar a criatividade e a imaginação. Pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?page_id=528.