Instituição

APCC homenageou a campeoníssima Sandra Semedo

Quando entrou pela primeira vez na APCC como utente, ainda criança, ou quando, em 2012, aqui começou a praticar tricicleta, dificilmente a Sandra Semedo imaginaria que, alguns anos depois, estaria a ser homenageada pela instituição. Mas foi precisamente isso que aconteceu ontem, quando dirigentes e colaboradores se juntaram para celebrar os seus feitos desportivos.

E a emoção que a Sandra não conseguiu esconder foi também a emoção de todos os presentes, conhecedores das suas qualidades de persistência, empenho e coragem. Entre eles, e igualmente com direito a um tributo especial, estava Ana Nunes, treinadora da atleta e recentemente nomeada selecionadora nacional de tricicleta, também ela com uma longa ligação à APCC: são já 12 anos.

Ler mais

Projeto internacional com a participação da APCC destacado por rede europeia na área da juventude

Em fevereiro do ano passado, três jovens utentes da APCC participaram na formação “Change Your Attitude”, que se realizou em Gánt, na Hungria, e tinha como principal objetivo promover a inclusão na sociedade de jovens com deficiência, com base numa experiência de voluntariado e de acordo com o Movimento de Vida Independente. Agora, este curso internacional foi destacado pela plataforma europeia SALTO-YOUTH como um projeto inspirador e exemplar.

Trata-se de um reconhecimento importante, uma vez que aquela rede de centros de recursos na área da juventude é a mais elevada instância europeia para este tipo de iniciativas. São, desta forma, salientados o trabalho realizado e a própria filosofia do projeto, que permitiu que todos os envolvidos (jovens com ou sem incapacidades) adquirissem conhecimento sobre vida independente, formulação concreta de objetivos, tolerância, assertividade, competências e instrumentos de comunicação, bem como gestão de stress, tempo e projetos.

Ler mais

Entre a ‘invisibilidade’ e a uniformização? APCC debateu as representações das pessoas com deficiência nos Media e na sociedade

Foram muitos os utentes e os colaboradores da APCC que ontem fizeram questão de assistir ao debate “Here We Are – Formas de Representação das Pessoas com Deficiência na Comunicação Social”, que decorreu na Quinta da Conraria, e em que foram convidados João Gaspar, mestre em jornalismo pela Universidade de Coimbra e correspondente da Agência Lusa, e Bernardo Vieira, vice-campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal de Paraciclismo em 2016 e utente da instituição.

Foram abordados temas como a visibilidade (ou falta dela) desta população nas notícias, as formas de abordagem aos temas da deficiência ou como estas são muitas vezes ‘impermeáveis’ à individualidade dos seus protagonistas. Num debate – moderado por Pedro Santos, responsável pela comunicação da Associação – que contou também com grande participação da assistência, houve ainda tempo para discutir temas paralelos, como a acessibilidade das pessoas com deficiência à informação ou à própria profissão de jornalista.

Ler mais

APCC debate o(s) olhar(es) dos Media e da sociedade sobre as pessoas com deficiência

“O que precisa uma pessoa com deficiência alcançar para ser notícia ou para ser notada socialmente?” ou “É-lhe exigido mais ou menos do que a outra pessoa?” Estas são algumas das perguntas que a APCC espera ver respondidas num debate sobre as formas de representação das pessoas com deficiência na comunicação social e não só.

A iniciativa decorrerá no dia 25 de maio, partir das 10H30, na Sala Multiusos da Quinta da Conraria. Os convidados serão João Gaspar, mestre em jornalismo pela Universidade de Coimbra e correspondente da Agência Lusa, e Bernardo Vieira, vice-campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal de Paraciclismo em 2016 e utente da APCC. A moderação será de Pedro Santos, responsável pela comunicação da Associação.

Ler mais

Utentes da APCC colaboraram com projeto europeu que dota guias-intérpretes de competências para guiar visitas a pessoas com necessidades especiais

Um grupo constituído por utentes do Lar de Apoio e do Lar Integrado da APCC participou numa visita-guiada ao Museu Nacional de Machado de Castro que, além do interesse próprio desta oportunidade, tinha um objetivo mais ambicioso: fazia parte de um curso que pretende dotar guias-intérpretes com competências para fazer visitas com pessoas com necessidades especiais, nomeadamente com dificuldades de aprendizagem.

O curso T-GuIDE, integrado no projeto da União Europeia com o mesmo nome, tinha como uma das formandas Maria João Moreira, guia-intérprete e coordenadora do Departamento de Qualidade e Certificação do SNATTI – Sindicato Nacional da Atividade Turística, Tradutores e Intérpretes, que foi a responsável pela visita de ontem (10 de maio). O foco da atenção e das explicações foi o Tesouro da Rainha Santa, que se encontra exposto naquele Museu, e cujas peças e história foram alvo de muita curiosidade por parte dos utentes da Associação.

Ler mais