Compre 2, Venda 1: a imperdível campanha promocional do Projeto Estúdio para “Cem Linhas”!

“Cem Linhas” começou por ser um espetáculo apresentado na APCC, depois foi um livro e uma oficina integrada no “Coimbra a Brincar”, mais tarde uma performance na Feira Cultural de Coimbra e agora é… uma espécie de ação de marketing de guerrilha! Os membros do grupo de teatro Projeto Estúdio lançaram uma fantástica promoção ‘Compre 2, Venda 1’ para “Cem Linhas – Notas para um Espetáculo” e estão a dá-la a conhecer pela instituição!

Ontem, bateram a mais algumas portas do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral e não faltaram clientes satisfeitos com a sua aquisição e com a possibilidade de, através da venda de um ou mais exemplares, dar a conhecer aos seus amigos este projeto, nascido da leitura de “Eu Espero…”, de Davide Cali – um livro que fala das coisas pelas quais se espera na vida.

“Cem Linhas – Notas para um Espetáculo” tem dois tempos: o primeiro, contém poemas para inspirar e puxar o fio; o segundo, contém três desafios – enrolar, rabiscar e riscar. E se está a ler este texto e a pensar «Então e eu não posso comprar esse fantástico livro?» a resposta é: «Claro que sim! Só precisa de passar pela secretaria do Centro de Reabilitação!» Se tiver dúvidas ou quiser mais informações, contacte o grupo Projeto Estúdio através do mail cemlinhasapcc@gmail.com!

“Cem Linhas” tem vindo a confrontar diversos públicos com as suas próprias histórias e a sua imaginação, tendo sempre como ponto de partida um novelo de linha vermelha que funciona como fio condutor para novas narrativas. É uma criação de Adriana Campos, com projeto gráfico de Paulo Ferreira e interpretação e desenhos de Andreia Matos, Bárbara Gomes, Bruno Ferreira, Carlos Abreu, Fernando Monteiro, Jaime Cortesão, Liliana Ferreira, Marta Santos, Nino Conceição, Paulo Pinheiro, Raquel Mendes, Sandra Semedo, Sónia Silva e Tatá.

O teatro – desenvolvido tanto dentro das paredes da APCC, como em apresentações públicas – é uma das várias áreas artísticas que constituem uma parte importante da ação da instituição enquanto promotora da inclusão social, com os utentes a participarem diariamente também em atividades nas áreas da expressão plástica e expressão musical. Pode saber mais na página do Centro de Atividades Ocupacionais.