Centro de Reabilitação

Estudantes do ISEC criaram jogo de computador para crianças da APCC

Os jogos podem ser uma boa forma de fazer amigos, mas também há amigos que podem fazer jogos para nós… Nós explicamos: o António Rego, o David Alcaso e o Rui Santos são três estudantes da licenciatura em Engenharia Informática do ISEC-Instituto Superior de Engenharia de Coimbra que, no âmbito da unidade curricular de Ética e Deontologia, tinham um projeto de cariz solidário para levar a cabo.

Pois estes nossos amigos (e vizinhos) tiveram a enorme generosidade de desenvolver um jogo de computador, com vários desafios criados especificamente para crianças com dificuldades de aprendizagem, e oferecê-lo à APCC. Esta colaboração veio ainda reforçar mais uma vez a ligação próxima entre a Associação e aquela instituição de ensino superior, que já há muitos anos colaboram em projetos de carácter técnico-científico e social.

Os pr...

Ler mais

Inscrições já abertas para formação em hipoterapia e equitação terapêutica

A APCC vai promover, de 25 a 29 de junho, uma formação em hipoterapia e equitação terapêutica, com uma forte componente prática e dada na sua totalidade em ambiente equestre. Trata-se de uma iniciativa dirigida a profissionais das áreas social, da saúde e da educação, profissionais do domínio equestre, estudantes e todos os que pretendem integrar equipas multidisciplinares na habilitação de pessoas em situação de desvantagem.

Esta formação, com a duração de 40 horas, tem como objetivos dotar os formandos de conhecimentos teóricos e práticos básicos sobre: o cavalo, terminologia, comportamento e diferentes andamentos; as diferentes abordagens: hipoterapia, equitação terapêutica, equitação adaptada, desporto e lazer, etc.; o papel do acompanhante.

Ler mais

“Porque Somos um Retrato”: nova coleção do Departamento de Expressão Plástica é mostrada no Centro de Reabilitação

Desde há alguns dias que o Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral de Coimbra ganhou uma nova vida: os retratos que compõem uma inédita coleção criada pelos utentes do Departamento de Expressão Plástica da APCC decoram agora as paredes do edifício, no âmbito de uma mostra a que foi dado o nome “Porque Somos um Retrato”.

São mais de meia centena de obras, todas ‘assinadas’ coletivamente e criadas sob a supervisão da professora Suzete Azevedo. A opção pelo retrato, enquadrada por uma citação de Aristóteles (“O objetivo da arte não é apresentar a aparência externa das coisas, senão o seu significado interno; pois isto, e não a aparência e o detalhe externos, constitui a autêntica realidade”), remete para uma ideia de autenticidade e de procura da essência interior do retratado, do ponto de vista do artista.

Ler mais

… e um Carnaval ‘pequenino’ e feliz no Centro de Reabilitação

Foi uma palhaçada pegada! As crianças do semi-internato da APCC também não deixaram os seus créditos por mãos alheias e pegaram em todas as cores do arco-íris para celebrar o Carnaval! E assim fizeram do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral um palco para o seu mini-corso carnavalesco, cheio de boa disposição e dos sorrisos mais bonitos do mundo.

E a alegria destes pequenos foliões contagiou os mais velhos e nem os colaboradores da Associação resistiram a experimentar um pezinho de dança ou a lançar uns quantos confetis ou serpentinas. Pode não ter sido a maior concentração de palhaços da história, mas temos a certeza de que tanta animação também merecia ser registada do Livro dos Recordes do Guinness!

Ler mais

Do grão ao… bolo-rei! Crianças do Jardim de Infância foram à Quinta Pedagógica meter as mãos na massa!

Massa, passas, frutos secos, frutas cristalizadas… Os ingredientes tradicionais do Bolo-Rei não são segredo para ninguém, mas nem todos sabem como o fazer. Para a equipa da Quinta Pedagógica da APCC, ele não tem segredos, e as crianças do Jardim de Infância queriam muito conhecê-los. E assim, foi só preciso juntar todos na Casa do Forno da Quinta da Conraria e meter as mãos na massa!

A atividade decorreu ontem e foi também uma forma de lembrar a tradição natalícia do Dia de Reis. Com tudo muito bem explicado, os mais pequenos foram guiados pelo processo de fazer um bolo-rei e puderam até fazer eles próprios alguns destes bolos tipicamente portugueses. E todos eles com um brinde muito especial: muita alegria.

Esta ...

Ler mais