fbpx

Centro de Reabilitação

Estudo premiado sobre estimulação visual, que contou com participação da APCC, foi apresentado no Centro de Reabilitação

As abordagens de estimulação visual devem tornar-se parte integrante dos programas de reabilitação de rotina. É esta a principal conclusão do estudo “Impacto da Terapia de Estimulação Visual na Abordagem do Défice Visual Cerebral em Crianças com Paralisia Cerebral”, realizado por uma equipa que incluiu elementos da APCC, da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, que foi apresentado no Centro de Reabilitação no final da passada semana.

Naquela investigação – em que estiveram envolvidos elementos das equipas médica e de terapia ocupacional da consulta de oftalmologia da Associação – foram avaliadas crianças entre os 6 meses e os 14 anos, com défice visual cerebral (uma disfunção que afeta a função visual devido a uma lesão no cérebro, não relacionada diretamente com os olhos), para avaliar se uma abordagem personalizada e multidisciplinar de reabilitação visual, como aquela que é realizada na APCC, contribui para a recuperação.

Ler mais

Além da fala: comunicação adaptativa foi mote para sessões que deram início a uma mudança no Centro de Reabilitação

A comunicação é algo primordial, pois comunicamos desde que nascemos, mas não acontece só através da fala. Foi esta a ideia inicial duas sessões sobre comunicação aumentativa, dirigidas a colaboradores das diversas respostas e serviços do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral, que decorreram no final da passada semana e em que a equipa do Departamento de Terapia da Fala lançou o desafio de identificar com informação gráfica e simbólica todos os espaços daquela unidade da APCC.

O objetivo é, como foi explicado, construir uma rede de suporte que permitirá adaptar o contexto em que estão inseridos os utentes da Associação – muitos dos quais não comunicam pela fala – e torná-lo mais inclusivo. O primeiro passo será fazer corresponder símbolos (alguns já convencionados e outros que será necessário estipular) aos diferentes espaços, alargando, dessa forma, a diversa sinalética já existente no Centro.

Ler mais

Criatividade e música encantaram o Centro de Reabilitação e deram alegria ao Carnaval

Todos os anos, o Carnaval do Centro de Reabilitação traz felicidade à APCC, repartindo o entusiasmo das crianças do Jardim de Infância e da Escola Básica com todos os colaboradores. Desta vez não foi diferente, mas também não foi exatamente igual: na passada sexta-feira, em vez do habitual desfile e concurso de máscaras, os mais pequenos lideraram um corso que passou pelas diferentes salas e gabinetes e foi aumentando em sorrisos à medida que os participantes iam entrando na festa!

À alegria do faz-de-conta, juntou-se ainda a alegria da música, porque a ‘convocatória’ dos mascarados (e infiltrados) foi feita ao som da canção, por todos entoada, que assegurava que, de facto, no Carnaval ninguém leva a mal! E houve de tudo: emojis, Mínimos, videntes, borboletas, fadas e até uma caixa de lenços de papel andante (!?), já para não falar de super-heróis como o Batman ou o Homem-Aranha! Com tal grupo, é fácil imaginar a algazarra que marcou o grande baile carnavalesco com que terminou esta animada manhã!

Ler mais

Crianças e jovens da Escola Básica e do Lar de Apoio viveram uma aventura entre os dinossauros

O Tiranossauro Rex, dado a sua posição no topo da cadeia alimentar e estatuto de estrela de cinema, pode dizer-se que já era famoso… Alguns, menos afamados, também não eram anónimos: o voador Pteranodonte ou o ágil Velociraptor, por exemplo… Já outros, seriam provavelmente desconhecidos, como o Stygimoloch com a sua cabeça espinhada, o Anquilossauro com a sua couraça óssea, o Protoceratops com os seus chifres faciais ou o Oviraptor com o seu bico sem dentes.

Mas do que falamos nós? De dinossauros, claro, mas em particular da visita que, no final da semana passada, as crianças da Escola Básica e do Lar de Apoio da APCC fizeram a uma exposição que reúne 50 exemplares daqueles animais, gigantes e em tamanho real, animatrónicos, fósseis e escavações. Foi uma tarde deslumbrante, em que a imaginação permitiu viver verdadeiras aventuras pré-históricas, que fez as delícias dos mais jovens… mas não só!

Ler mais

Cantando a esperança: no Centro de Reabilitação, a tradição das Janeiras ‘fechou’ a quadra festiva

As Janeiras são uma tradição portuguesa, em que se canta em grupo para desejar um feliz Ano Novo. Mas a manhã de ontem no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral foi um momento em que a tradição e os votos generosos não chegaram sozinhos: vieram acompanhados da alegria e dos sorrisos rasgados das crianças do Semi-Internato da APCC, que lideraram um conjunto de vocalistas extremamente afinados e instrumentistas aprimoradamente ensaiados!

Primeiro, fizeram um ensaio geral, para afinar as vozes e testar o arranjo. Foi o suficiente para atrair os primeiros colaboradores de diversos serviços do Centro… Depois, entoaram a plenos pulmões a sua própria versão de “Vamos cantar as Janeiras”, anunciando que 2024 é um bom ano para partilhar, ajudar e abraçar! E como discordar? Foi tão bom, que teve de haver bis, mas nessa altura já com o grupo de intérpretes absolutamente reforçado por todos os que não resistiram a partilhar a felicidade bem audível!

Ler mais