Instituição

Utentes da APCC participaram em workshop para ficar a conhecer ‘por dentro’ o bailado “Parte de Coisa Nenhuma”

Experimentar alguns dos métodos utilizados na exploração de movimento que fez parte do processo criativo do bailado inclusivo “Parte de Coisa Nenhuma”. Foi este o objetivo do workshop ontem realizado, no âmbito da passagem do projeto homónimo daquele espetáculo por Coimbra, em que estiveram alguns dos utentes da APCC que integram os grupos de teatro Projeto Estúdio e Sala T.

Guiados pela coreógrafa Diana Seabra e por bailarinos participantes no espetáculo, os utentes da Associação experimentaram exercícios baseados na improvisação e na composição coreográfica e cumpriram diversas tarefas com o propósito de potenciar o desenvolvimento da criatividade e facilitar a expressão pessoal e coletiva.

Ler mais

Projeto “Parte de Coisa Nenhuma”, da CERCIOEIRAS e da Sublime Dance Company, chega a Coimbra em parceria com a APCC

Dois dias dedicados à dança inclusiva. É esta a proposta da CERCIOEIRAS e da Sublime Dance Company que, numa parceria com a APCC e o ITAP – Instituto Técnico e Artístico Profissional de Coimbra e o apoio do Conservatório de Música de Coimbra, irá chegar a Coimbra a 25 e 26 de outubro. O projeto, denominado “Parte de Coisa Nenhuma”, concretiza-se na dinamização de um workshop de dança e das apresentações do documentário e do espetáculo homónimos.

O filme em causa documenta todo o processo artístico e criativo do espetáculo, consistindo numa ferramenta útil para a divulgação e desenvolvimento de boas práticas artísticas inclusivas em Portugal, bem como para a discussão e partilha de ideias sobre a dança inclusiva. Quanto ao workshop, é dirigido a interessados em explorar metodologias nas áreas da dança inclusiva e da dança contemporânea, nomeadamente pessoas com deficiência, profissionais da dança/artes performativas, estudantes, professores e colaboradores de instituições da área da deficiência.

Todas...

Ler mais

“Give Us a Break”: APCC lança campanha para contrariar estereótipos

O que faz um super-herói? Que qualidades inigualáveis deve ter? Como podemos reconhecê-lo no meio de uma multidão? E podemos convocar a sua presença sempre que pretendermos? Exigir-lhe provas sucessivas da sua heroicidade? Afinal de contas, quem quer mesmo ser super-herói se nunca se candidatou a esse papel?

A APCC é, em parceria com a organização húngara EgyüttHató Egyesület, a promotora do projeto “Here We Are”, que pretende dar visibilidade às pessoas com deficiência, aos seus desejos e necessidades, dentro das comunidades em que se inserem. Com este objetivo, colaborou com a produtora CASOTA Collective na criação de “Give Us a Break”, um vídeo promocional que procura suscitar a discussão sobre aquelas questões.

Ler mais

“Pessoas com Deficiência São Importantes para as Empresas”: APCC colaborou em guia para a empregabilidade

No âmbito das atividades da RSO PT – Rede Nacional de Responsabilidade Social das Organizações, de que a APCC é membro fundador, é agora dado a conhecer o documento “Pessoas com Deficiência São Importantes para as Empresas”, cujo objetivo é informar, divulgar e sensibilizar para as vantagens da integração e da contratação de pessoas com deficiência.

Dirigido a todas as empresas, independentemente do setor de atividade e da sua dimensão, este guia contém um conjunto de linhas orientadoras sobre a empregabilidade daqueles cidadãos em Portugal, elencando as vantagens na contratação de pessoas com deficiência, o enquadramento legal e os apoios existentes e as organizações que apoiam esta integração. São ainda apresentados testemunhos de boas práticas, tanto da parte de trabalhadores, como de empregadores.

“Pess...

Ler mais

Running Wonders Coimbra: apoie a APCC, inscrevendo-se para a Caminhada

Participe na Caminhada Solidária da EDP Running Wonders Coimbra – Corrida do Conhecimento, que terá lugar no dia 21 de outubro, e ajude a APCC! Junte-se a nós, inscrevendo-se e adquirindo os vouchers de participação na secretaria do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral (no Vale das Flores) ou na secretaria da Quinta da Conraria (Castelo Viegas), entre as 09H00-12H30 e as 14H00-17H30, de segunda a sexta.

Parte da receita reverterá para a Associação, apoiando assim o nosso trabalho quotidiano com mais de três mil utentes e suas famílias, na promoção da inclusão social de pessoas em situação de desvantagem, com especial incidência nas que têm deficiência e/ou incapacidade, através de valências como reabilitação, hipoterapia, musicoterapia, hidroterapia, atividades ocupacionais, unidades residenciais, formação profissional, qualificação e ensino profissional, desporto, quinta pedagógica, ludoteca, transportes, entre outras.

Ler mais