fbpx

Música

Documentário sobre os 5ª Punkada selecionado para festival internacional de promoção musical

“Somos Punks ou Não?”, o documentário que partilha o título com o primeiro disco editado pelos 5ª Punkada e que mostra o seu processo de gravação, foi anunciado entre a seleção de filmes a exibir durante a feira e festival de promoção musical WOMEX 22, que terá lugar de 19 a 23 de outubro, em Lisboa. O filme realizado por Telmo Soares fará parte da secção do evento destinada a novos projetos e colaborações, que decorrerá na Altice Arena.

O WOMEX é um dos eventos mundiais mais importantes para os profissionais da indústria da música, sendo esta a segunda vez que se realiza em Portugal. O ciclo de cinema – para o qual foram selecionadas 21 obras de diversos países – faz parte de um programa mais alargado, que inclui também concertos, palestras e uma entrega de prémios.

Ler mais

Teclista dos 5ª Punkada convidada em encontro sobre acesso equitativo ao setor cultural

Fátima Pinho, membro dos 5ª Punkada, é uma das convidadas do encontro “Arte com todos?”, que terá lugar amanhã (8 de junho), na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Esta iniciativa apresenta-se como um espaço de conversa sobre arte, inclusão e acessibilidade, debatendo questões relacionadas com a presença e a participação dos artistas e das pessoas com diversidade funcional no panorama cultural.

A teclista da banda pop/rock da APCC irá integrar o painel “Sem intermediários”, que decorrerá a partir das 12H00 e pretende contribuir para amplificar o lugar de fala dos artistas e profissionais da cultura com deficiência. Participarão também nesta reflexão Aléxis Fernandes (bailarino da Associação Dançando com a Diferença), Joana Reis (cantora) e Rui Fonseca (ator e intérprete), estando a moderação a cargo da bailarina e artista independente Mickaella Dantas.

Ler mais

5ª Punkada apresentam em Coimbra espetáculo original com o projeto Notas de Contacto (e os bilhetes já estão à venda)

Depois de Salamanca… Coimbra! Os 5ª Punkada e o projeto Notas de Contacto – desenvolvido em parceria pela Orquestra de Câmara Portuguesa e a Cercioeiras e que reúne músicos, terapeutas e pessoas com deficiência – vão apresentar na Sala Grande da Oficina Municipal do Teatro, no próximo dia 8 de junho, a obra original que criaram em conjunto ao longo de uma série de residências realizadas nos últimos meses. Será a segunda apresentação ao vivo desta peça, que foi estreada em abril, num concerto solidário em Espanha.

Trata-se de um espetáculo que reúne diferentes instrumentos (combinando soluções tecnológicas com instrumentos acústicos) na construção de ambientes diversificados, ganhando progressivamente expressão até à pulsação dos ritmos do rock, com mistura de improvisação, tecnologia, partituras ao vivo ou canto idealizado e a participação de todos os membros do coletivo.

Colab...

Ler mais

Colóquios do Porto: 5ª Punkada e Ligados às Máquinas ‘ajudam’ a pensar sobre o desassossego (e o poder da música)

Paulo Jacob, musicoterapeuta da APCC, é um dos oradores de mais uma edição dos Colóquios do Porto – Psicanálise e Cultura, que têm lugar hoje e amanhã. O também membro (em diferentes papéis) dos coletivos musicais 5ª Punkada e Ligados às Máquinas integrará a mesa-redonda “Sombra a Transparência”, na tarde do dia 28 de maio, e usará a sua experiência com aqueles dois grupos como mote para a sua apresentação.

O propósito é convocar para a reflexão sobre o poder transformador da música, tanto do ponto de vista daqueles que a criam, executam e apresentam ao público, como dos que se posicionam na posição de recetores. Para isso, Paulo Jacob recorrerá (também) aos percursos multifacetados dos dois referidos grupos da APCC – os 5ª Punkada, uma banda pop/rock com mais de 28 anos de existência e 300 concertos em Portugal e no estrangeiro, que editou no final do ano passado o seu primeiro disco; os Ligados às Máquinas, uma orquestra de samples que cruza variados estilos para construir uma manta de retalhos sonoros, também com várias apresentações ao vivo.

Ler mais

Semp’a Bombar já ensaiam, a pensar em ribombar por aí fora!

Quando o ribombar ecoa pela Quinta da Conraria, não há quem não comece a marcar o ritmo, batendo o pé no chão, a mão na cadeira de rodas ou de outra forma que lhe seja mais natural. Mas é quando os Semp’a Bombar saem pelos portões daquele espaço para animar eventos ou festas, que se percebe verdadeiramente como é contagiante o som e a alegria do grupo de bombos da APCC!

Nos últimos anos, estas dinâmicas tiveram de ser suspensas, mas com a normalidade a regressar aos poucos, já foi possível ao coletivo retomar os ensaios regulares, com os olhos postos no regresso das partilhas com o público. O local das sessões é novo (e, poder-se-ia dizer, abençoado, porque estas decorrem na capela da Quinta) e o grupo também tem muitas caras novas, pelo que o entusiasmo é difícil de descrever!

Ler mais