fbpx

Música

O que faz uma banda rock obrigada a confinar? Os 5ª Punkada respondem a esta questão…

Forçados a suspender espetáculos ao vivo e ensaios, os 5ª Punkada tiveram de dirigir a energia vital que percorre a sua música para outras alternativas. E então, o que têm feito o vocalista Fausto Sousa, os guitarristas Jorge Maleiro e Paulo Jacob, a teclista Fátima Pinho e o baterista Miguel Duarte nos últimos tempos? Pois bem, têm feito muita música, mas não da forma mais convencional nem com os resultados habituais…

À distância, o computador e o telemóvel têm sido parceiros fundamentais para facilitar a comunicação entre os membros do grupo, mas também têm sido utilizados para encontrar recursos que permitam adquirir e desenvolver competências musicais. E estas ‘descobertas’ têm sido muito importantes para dar continuidade ao trabalho em dois projetos iniciados em setembro do ano passado.

Para ...

Ler mais

No Lar Integrado, houve boa música, energia positiva e muita alegria: é claro que foi uma atuação do DJ Punk

Na APCC, ninguém tem dúvidas de que umas das melhores maneiras de animar o ambiente, mesmo quando os dias estão mais tristes ou os ânimos mais abatidos, é chamar o DJ Punk! Desde os primeiros acordes da primeira canção até às notas finais do tema de despedida, a alegria está assegurada e são muito poucos os que conseguem resistir a dançar! Mais um exemplo disso mesmo aconteceu no final da semana passada…

O Lar Integrado Dr. José Mendes Barros transformou-se numa verdadeira pista de dança, com uma atuação daquele que também é conhecido por ser o vocalista dos 5ª Punkada. É claro que, entre os utentes, houve os maus entusiastas e os mais tímidos, mas os sorrisos não faltaram e houve muitos passos de dança de fazer inveja aos mais afamados clubes de Nova Iorque ou Londres!

A esc...

Ler mais

No Dia Mundial do Cinema, APCC vai mostrar pela primeira vez duas curtas criadas pelos colaboradores e utentes da instituição

E se vos disséssemos que a Quinta da Conraria já foi uma espécie de Cidade do Cinema da APCC? Foi em 2011 e 2016 que as indicações de “Luzes! Câmara! Ação!” se repetiram inúmeras vezes naquele espaço, dando o mote para a rodagem das curtas-metragens “A Ascensão e Queda de Agá” e “Mudo”, da responsabilidade de colaboradores e utentes da instituição.

Estes dois filmes foram exibidos internamente, mas nunca chegaram a marcar encontro com um público alargado, e por isso, nestes tempos em que damos por nós a vasculhar o baú e a (re)encontrar memórias, que melhor oportunidade pode haver para os estrear do que a iminente celebração do Dia Mundial do Cinema? É isso que vai acontecer no próximo dia 5 de novembro!

Ler mais

Assista em direto no Facebook da APCC a um set do ‘nosso’ DJ Punk

O Fausto Sousa já tem muita experiência de palco, como vocalista da banda de pop/rock da APCC, os 5ª Punkada, há mais de duas décadas. Mas a sua ligação à música e o trabalho que realiza na Associação nesse campo não se ficam por aí e agora até lhe vão proporcionar uma estreia! É que ele também é o DJ Punk e, na próxima quinta-feira (8 de outubro), vai realizar a sua primeira atuação online enquanto disc jockey.

A premissa será a de sempre, quando lhe cabe escolher e passar música: meter toda a gente a dançar e a divertir-se! E para esta ocasião especial, o ‘nosso’ DJ Punk decidiu levar todos os que vão poder assistir ao seu set numa viagem pelos ritmos e melodias dos anos 1980. Da Quinta da Conraria para o mundo, não vão faltar motivos para muita animação!

Ler mais

Ligados às Máquinas atuam e são exemplo de inovação em congresso sobre comunicação em cuidados paliativos

Vai ser no próximo sábado (22 de fevereiro) que os Ligados às Máquinas, a orquestra de samples da APCC, vão marcar presença no 1º Congresso Internacional de Comunicação e Marketing em Cuidados Paliativos, que decorre em Coimbra. Vai ser uma participação em dois planos: primeiro, pelas 14H30, com uma atuação ao vivo para os participantes no evento; depois, a partir das 15H00, através das palavras do professor de música e musicoterapeuta Paulo Jacob, que fará uma intervenção enquanto coordenador do grupo.

Esta será, portanto, uma oportunidade para ficar a conhecer ou para ‘revisitar’ a música dos Ligados às Máquinas – construída através da junção de samples sonoros e cruzando hip-hop, rock, techno, fado, blues, world music, música erudita, música concreta e sons da publicidade ou de séries televisivas – mas também para perceber a importância da atividade deste coletivo nas vidas dos seus elementos, através da sua inclusão no painel de discussão “Inovação e Criatividade em Cuidados Paliativos”.

Ler mais