Projetos

Diretora de instituto de reconhecida universidade húngara visitou a APCC no âmbito de parceria

Desde 2015, foram já vários os estudantes da Universidade Eötvös Lorand, da Hungria, que realizaram estágios de trabalho na APCC. A colaboração entre as duas instituições tem sido estreita e com benefícios mútuos, extensivos aos alunos participantes, pelo que foram muito positivos os sinais recolhidos pela diretora do Instituto de Necessidades Educativas Especiais para Pessoas com Comportamento e Cognição Atípicos daquele estabelecimento de ensino superior, numa visita à Associação.

Durante a sua estadia em Coimbra, na passada semana, Anita Virányi ficou a conhecer várias valências da APCC – esteve no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral e na Quinta da Conraria – mas pôde também acompanhar durante algum tempo a aluna Orsolya Zsövenyi-Lux, atualmente a realizar um estágio de 12 semanas na Associação, dirigido para as áreas da pedagogia e do trabalho com crianças com paralisia cerebral.

Ler mais

Parceiros europeus vieram a Coimbra fazer balanço de projeto comum e conhecer a APCC

No âmbito do projeto DARE, que junta a APCC e organizações de Itália, França, Bélgica e Roménia com o objetivo de experimentar formas inovadoras de gerir diferentes tipos de serviços de assistência domiciliária, um grupo de 14 dirigentes e profissionais dos parceiros envolvidos esteve em Coimbra, na passada semana, para conhecer a realidade da Associação.

Ao longo dos três dias que durou este encontro de trabalho, foram dados a conhecer os modelos de funcionamento postos em prática na APCC, mas também as infraestruturas e os equipamentos que os suportam, bem como alguns dos profissionais que os desenvolvem. Assim, e além de uma atenção particular dada aos Serviços Domiciliários e ao recém-criado Centro de Apoio à Vida Independente, foram realizadas visitas ao Centro de Reabilitação, à Quinta da Conraria e ao Lar Integrado.

Ler mais

Comitiva italiana visitou a APCC para conhecer práticas de agricultura social

Um grupo de responsáveis políticos e associativos de Itália realizou ontem uma visita de trabalho à Quinta da Conraria, para conhecer a atuação da APCC na área da agricultura social. Faziam parte desta comitiva responsáveis autárquicos do município de Porto Tolle e elementos das associações C’entro e Luce sul Mare, das cooperativas sociais Castel Monte, Titoli Minori e La Goccia e da fundação IRPEA – Istituti Riuniti Padovani di Educazione e Assitenza.

Reunindo pessoas com interesses nas áreas da agricultura, serviço social, voluntariado e turismo, a visita teve particular enfoque na Quinta Biológica e no setor de agricultura convencional, embora tenha também sido visitada a Quinta Pedagógica “O Caracol” e abordada a área da jardinagem. Nas interações com os profissionais da APCC, e além de aspetos mais técnicos relativos à vertente agrícola, foram ainda trocados pontos de vista sobre as vantagens das atividades de agricultura social para os utentes nelas envolvidos.

Ler mais

Projeto europeu de mais de 200 horas de formação continua a levar colaboradores da APCC a conhecer novas realidades

No final, terão sido cerca de 200 horas de formação, envolvendo dezenas de colaboradores: a APCC está empenhada na inovação como resposta aos novos desafios sociais e económicos e é neste contexto que tem vindo a decorrer um projeto com parceiros da Bélgica, Itália, Noruega, Reino Unido e Suécia. Foi nesse âmbito que um grupo de profissionais da instituição realizou na passada semana, pela primeira vez, uma visita de estudo à Associação Europeia para a Educação de Adultos.

Em Bruxelas, na Bélgica, nas interações com os elementos daquela organização, as colaboradoras da Associação – todas ligadas à área da formação profissional – puderam trocar ideias e comparar experiências, aos níveis nacional e europeu, sobre áreas como as políticas europeias de educação inclusiva, as ...

Ler mais

Profissionais da APCC estiveram na Roménia para formação no âmbito de projeto que visa melhorar serviços na área da doença mental

O projeto MAGISTER, que junta a APCC e parceiros da Áustria e Roménia, pretende contribuir para a inclusão social das pessoas afetadas por alguma forma de doença mental, promovendo a qualidade dos serviços prestados pelos profissionais que trabalham nessa área. Pretende ainda melhorar a oferta formativa na área da saúde mental, promover a colaboração entre as organizações intervenientes e a transferência de boas práticas.

Foi neste contexto, e em particular do objetivo de contribuir para a formação de profissionais de qualquer área de intervenção, que exerçam a sua atividade junto de pessoas com necessidades especiais de saúde mental, que um grupo de técnicos da Associação esteve em Bucareste, na passada semana, para uma iniciativa que juntou colaboradores da Universidade de Ciências Aplicadas de Vorarlberg (Austria), da Organização Humanitária Concordia e da Fundação Estuar (Roménia).

Ler mais