Já arrancou projeto que junta APCC e parceiros de Bélgica e França no objetivo de promover o acesso à cultura (em particular, a música) para todos

Quando, há pouco mais de um ano, se fez o balanço final do projeto europeu “Change ton Regard” – que juntou a APCC, a Nos Pilifs (Bélgica) e o Collectif T’Cap (França) em torno do objetivo de alterar as representações sociais sobre a deficiência – todos os parceiros concordaram na necessidade de aprofundar as reflexões então feitas. Foi neste contexto que surgiu outro projeto, denominado “Change 2 Regard”, que teve na passada semana o seu arranque, em Nantes (França).

Juntando técnicos daquelas mesmas instituições (embora esta nova iniciativa venha a contar também com a participação da organização canadiana RIPPH – Réseau International sur le Processus de Production du Handicap, do Conservatório de Música de Coimbra e da Casa da Música), esta primeira reunião de trabalho permitiu programar o trabalho a realizar e determinar os passos mais próximos.

Entre as ações a desenvolver estão a criação de ferramentas e recursos para melhorar o acesso à criação musical, o desenvolvimento de ferramentas e recursos para melhorar o ensino da música, a produção de um manual de boas práticas sobre música, tecnologia e acessibilidade ou a realização de formações especializadas em recursos e práticas inovadoras para a criação musical e de workshops inclusivos juntando grupos de pessoas com e sem deficiência.

O projeto “Change 2 Regard – Place des personnes en situation de handicap: un projet sociétal” tem como objetivos promover o acesso à cultura para todos e especialmente para a prática musical, colocar em prática uma dinâmica de participação que torne visível um trabalho artístico inspirado por uma abordagem inclusiva, trabalhar a relação entre a inovação técnica e a inovação social e refletir sobre as perspetivas locais e transnacionais. Trata-se de uma iniciativa cofinanciada pelo programa Erasmus+.

É igualmente através daquele programa europeu que são ou foram desenvolvidos, com a intervenção do Gabinete de Projetos da APCC, o “TRUST – Tailoring Law and Health Initiatives to promote Inclusion on Mental Illness”, o “MAGISTER – Mental HeAlth Professional’s Learning Community – continuous traininG program for practItionerS working with people affecTed by mEntal disoRders” ou o “+ FUTURO, Estratégias de Especialização Inteligente em Reabilitação na Área da Paralisia Cerebral”, entre outros. Pode saber mais em www.apc-coimbra.org.pt/?cat=8.