fbpx

Cinco dias e muitos sustos, ou uma jornada de arrepiar na Quinta da Conraria

A Semana dos Arrepios na APCC prolongou-se, na verdade, ao longo de duas semanas, porque começou na passada quarta-feira e só terminou ontem… mas se acham que este foi o facto mais surpreendente daquela atividade realizada na Quinta da Conraria, temos de dizer que houve coisas muito mais inopinadas… e assustadoras! Que o digam os principais envolvidos: os utentes do CACI – Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão e do CAARPD – Centro de Atendimento, Acompanhamento e Reabilitação Social para Pessoas com Deficiência!

Nos primeiros três dias, houve em cada manhã histórias fantásticas, cinema arrepiante, cenários misteriosos e culinária BOOH! envolvendo os utentes das Oficinas de Pintura, Escultura, Teatro, Costura, Artes Decorativas e Manualidades, Tecelagem de Almalaguês e Tarefas Produtivas para a Comunidade e da sala URDP2. Todos os grupos experimentaram, assim, diversas formas de serem sobressaltados pela criatividade, assombrados pelos sorrisos ou aturdidos pela imaginação.

Já no prime...

Ler mais

A aventura de Aladino, Yasmin e dos utentes do Lar de Apoio da APCC proporcionou uma tarde mágica

E no passado sábado, os residentes do Lar de Apoio da APCC foram ali ao lado, ao Reino da Esmeralda Azul… Passaram pela feira local, onde havia grande alvoroço: um rapaz de coração generoso e ar sonhador tinha acabado de salvar uma rapariga, sem saber que se tratava da filha da sultana. Dali, seguiram com aquele inesperado par – Aladino e Yasmin eram os seus nomes – para uma aventura das arábias, com lâmpadas mágicas, faquires e muitas emoções!

Provavelmente, já descortinaram que tudo isto teve a ver com o espetáculo “Aladino”, que subiu ao palco do Auditório do Conservatório de Música de Coimbra e que, qual tapete voador, ‘pegou’ naqueles jovens utentes da Associação e os levou para um mundo de imaginação, liberdade e novos amigos! Foi uma tarde verdadeiramente fantástica, no sentido em que não faltaram o deslumbramento e o encantamento!

Para ...

Ler mais

Criando super-brinquedos na APCC: uma manhã colaborativa na Oficina do Brinquedo com os terapeutas ocupacionais do Centro de Reabilitação

Não foi marcado para ser uma celebração, mas pode dizer-se que foi uma daquelas situações em que tudo bateu certo: na passada sexta-feira, em que se assinalou mais um Dia Mundial da Terapia Ocupacional, a Oficina do Brinquedo da APCC recebeu os profissionais naquela área do Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral para um ateliê dedicado à adaptação de brinquedos. Não se tratou de nenhuma brincadeira, não senhor, mas houve muita boa disposição a acompanhar todas as aprendizagens!

Ao longo da manhã, foram sendo passadas em revista as diversas fases necessárias para transformar um brinquedo comum num super-brinquedo (daqueles com que qualquer criança pode brincar): avaliar as funções, desmontar o objeto, identificar uma alternativa ao interruptor normal, procurar o melhor local para fazer a nova ligação, cortar e soldar os fios, ligar o dispositivo que vai permitir acionar o brinquedo… E depois, mão à obra, entre chaves de fendas, alicates, x-atos, ferros de soldar, berbequins…

Os brinqued...

Ler mais

Técnicos da APCC juntaram-se no Centro de Reabilitação para explorar o potencial da Escala de Objetivos Atingidos

O Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral é também, frequentemente, um ponto de encontro para os profissionais da APCC partilharem com os colegas informação sobre matérias em que estejam a trabalhar, que foram abordadas em formações que frequentaram ou em torno das quais sentem ser importante haver algum tipo de discussão. E o último destes Encontros Técnicos, que se realizou recentemente, foi dedicado à GAS (Goal Attainment Scaling), em português Escala de Objetivos Atingidos.

Convirá, para melhor perceber os motivos por detrás da escolha deste tema, explicar que tem vindo a ser recorrentemente abordada pelas equipas de habilitação e reabilitação, no âmbito da identificação de possibilidades de melhoria, a necessidade de seguir uma estratégia de medição do impacto da sua atividade, bem como de melhorar as evidências acerca do grau de concretização dos objetivos na intervenção técnica com os utentes e nos seus planos individuais.

Ler mais

APCC e Omnichord na WOMEX para mostrar como os 5ª Punkada estão a mudar a narrativa da inclusão no setor musical

Quando uma banda se lança numa digressão que, além das motivações artísticas e performativas, chama também a atenção para a necessidade de criação de um ecossistema cultural mais inclusivo a nível europeu, esse pode bem ser o início de um terramoto com réplicas que se farão sentir em várias latitudes. Uma dessas réplicas vai acontecer já na próxima edição de um dos mais importantes eventos mundiais para os profissionais da indústria da música, o WOMEX, que decorrerá na Corunha.

No dia 27 de outubro, e no âmbito do programa de conferências daquela iniciativa, a recente digressão dos 5ª Punkada – na qual a banda pop/rock da APCC atuou em quatro festivais nacionais e quatro países no centro da Europa – vai ser o ponto de partida para uma conversa em torno da importância da acessibilidade de artistas e profissionais com deficiência em concertos ao vivo, tanto no palco como nos bastidores, e dos efeitos que este fator pode ter em áreas como a participação e a representatividade.

Ler mais