Voluntariado nas férias? MISSÃO: POSSÍVEL!

Temos uma missão para ti: viver umas férias especiais! Estás à altura do desafio? A APCC está à procura de voluntários/as para o período das férias grandes (julho-setembro). Se queres aproveitar para fazer algo que te permitirá aprender muita coisa que não se ensina na escola, o voluntariado da APCC vai dar-te a oportunidade de ter um verão que nunca mais esquecerás!

Se te juntares a nós, há muito que vais ganhar: novas visões do mundo (na APCC, poderás conhecer outras pessoas, com idades, experiências e formas de vida – e até nacionalidades! – muito diferentes das tuas) e crescimento pessoal (vais desenvolver competências, criar laços de amizade e solidariedade e participar civicamente em termos sociais).

Ler mais

Já começaram as Atividades de Verão: vai ser sempre a brincar até final de julho!

Depois de um longo ano letivo, é mesmo bom entrar de férias e poder, simplesmente, aproveitar o tempo livre para brincar com os amigos. E enquanto ainda não chega a altura de nos despedirmos por algum tempo dos nossos colegas de todos os dias, é ótimo ter essa liberdade de podermos continuar a ser companheiros de brincadeira. É para isso mesmo que servem as Atividades de Verão da APCC, que se iniciaram esta semana!

A meteorologia pode ter-nos obrigado a mudar os planos, que previam começar com uma ida à praia fluvial, mas não nos tirou a alegria e a determinação de nos divertirmos a sério! Assim, as crianças do Jardim de Infância e da Escola Básica começaram por realizar várias atividades no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral e ainda saíram para aproveitar o ar livre e as muitas possibilidades de diversão proporcionadas pelo Parque Verde.

Ler mais

Projeto europeu “Change ton Regard” levou utentes e profissionais da APCC à Bélgica para encontro de trabalho

Um grupo de 13 utentes e colaboradores da APCC (maioritariamente ligados às artes plásticas e performativas) estiveram na semana passada em Bruxelas, em mais um encontro do projeto europeu “Change ton Regard”, que reúne a instituição com parceiros belgas (Nos Pilifs) e franceses (Collectif T’Cap) e tem o objetivo de contribuir para alterar as representações sociais sobre a deficiência.

Ao longo dos cinco dias da iniciativa, participaram em diversas atividades que permitiram perceber como se atua na Bélgica em matérias como a inclusão, a inovação social e o emprego. Foi o caso de sessões de apresentação de diversos serviços disponíveis para os cidadãos com deficiência (no âmbito da informação financeira, da aprendizagem, da produção artística, do voluntariado e da sexualidade), mas também de um debate com a participação de responsáveis políticos.

Ler mais

Com o ano letivo a acabar, a Escola e o Jardim de Infância da APCC puseram todos a marchar!

Ainda não foram mesmo as despedidas finais nem os últimos ‘Até já!’ porque ainda há muito para partilharmos antes das férias, mas a Festa Final do Jardim de Infância e da Escola Básica da APCC, que se realizou na passada sexta-feira, no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral, não foi menos emocionante por causa disso.

Foi um verdadeiro arraial popular, com tudo o que isso implica: os mais novos foram fantásticos a marchar com os seus arcos e balões, o Grupo de Cantares fez a festa com a alegria própria que só a música é capaz de proporcionar, os Semp’a Bombar marcaram o ritmo de uma tarde muito animada e até se descobriram entre os colaboradores da Associação verdeiros especialistas na difícil arte de bem assar a sardinha!

Ler mais

APCC dá força ao slalom: quatro atletas participaram em Encontro Nacional

O slalom é uma das apostas no sentido de procurar diversificar o conjunto de modalidades desportivas para pessoas com deficiência praticadas em Portugal. Também por isso, e enquanto pioneira nesta área no nosso país, a APCC não podia deixar de marcar presença no I Encontro Nacional de Slalom em Cadeira de Rodas, que decorreu no dia 22 de junho, em Febres.

A Catarina Santos, o Diogo Sacramento, a Maria Inês Rodrigues e a Mariana Silva foram os atletas que representaram a Associação nesta iniciativa, uma equipa que misturou a vontade dos que experimentaram a modalidade pela primeira vez com o entusiasmo de quem retomou o contacto com a mesma. Para todos, foi uma experiência bastante positiva, que deixou muita vontade de que seja repetida.

Ler mais