Uma palavra para descrever o programa APCCCultura? Está neste texto sobre um espetáculo da Companhia Olga Roriz…

É virtualmente impossível resumir o programa APCCCultura numa palavra, mas se tivéssemos mesmo de o fazer, escolheríamos provavelmente ‘viver’… Vejamos o exemplo da última iniciativa, que incluiu assistir à peça “A Meio da Noite”, da Companhia Olga Roriz, no Centro de Artes de Águeda, e que deixou um grupo de 13 utentes da APCC algures entre o «choque» (daquele tipo bom) e a vontade enorme de repetir a experiência.

É preciso notar que se tratou uma espécie de noite de estreia: muitos nunca tinham assistido a um espetáculo de dança nem tinham sequer uma ideia clara do que é a dança contemporânea. Talvez por isso, durante aquela hora e meia, os olhos fixaram-se completamente no palco, como forma de absorver tudo o que estava a acontecer e de processar toda a experiência.

E é p...

Ler mais

Carnaval do Centro de Reabilitação juntou os mais pequenos, os mais crescidos e todos os que nunca deixam de ser crianças

Já escrevemos sobre o Sambódromo do Rio de Janeiro e sobre a Eira da Quinta da Conraria, só falta mesmo referir mais um para enumerarmos os mais míticos locais onde se realizam desfiles de Carnaval no mundo inteiro. E esse local é… o Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral da APCC, pois claro!

A festa é, antes de mais, para as crianças da Escola Básica e do Jardim de Infância, que, como é típico da idade, adoram entrar num mundo de fantasia em que podem vestir as mais diferentes personagens… mas não são as únicas! São muitos os colaboradores da Associação que partilham esse entusiasmo e encanto e fazem questão de se juntar ao desfile, divertindo os mais pequenos, mas também os colegas, e trazendo muita alegria a um momento de convívio e grande diversão.

Na passada ...

Ler mais

“Lip Sync Quinta”, ou como o Carnaval da Quinta da Conraria se transformou num desfile de extraordinárias imitações

Talvez não saiba, mas são três as passarelas reconhecidas a nível mundial como as que recebem os melhores desfiles de Carnaval… Duas vamos enumera-las já: o Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, e a Eira da Quinta da Conraria, em Castelo Viegas! É nesta última que, todos os anos, desfilam utentes e colaboradores dos serviços e respostas da APCC que funcionam naquele espaço, no mais divertido dos corsos carnavalescos!

Voltou a ser assim, na passada sexta-feira, quando o tema “Lip Sync Quinta” se revelou o mote certo para proporcionar muita alegria e até para descobrir alguns inesperados talentos! Por ali passaram, entre muitos outros, o Quim Barreiros, os Abba, o Freddie Mercury (bem, mais do que um, na verdade…), a Ágata, o José Cid, o Michael Jackson, os Bon Jovi… até o Chuck Norris fez questão de marcar presença num desfile de fantásticas interpretações, que deixou o júri em grandes trabalhos para encontrar os vencedores!

E embora eles ten...

Ler mais

Ligados… aos computadores, na CRITICAL Software!

Habituados a estarem ligados à música e às pessoas, os Ligados às Máquinas tiveram ontem uma nova experiência: ficar ligados… aos computadores! Bem, não foi exatamente assim, mas a verdade é que os membros da orquestra de samples da APCC realizaram uma apresentação na sede da CRITICAL Software, a reconhecida empresa de software e sistemas de informação.

No Fikalab, um espaço onde os colaboradores daquela tecnológica podem desenvolver projetos fora do âmbito da sua atividade profissional, os Ligados às Máquinas apresentarem três dos temas do seu reportório e o professor de música Paulo Jacob pôde explicar um pouco da génese do projeto, mas também da importância da música no quotidiano dos seus elementos e de como encontram ali um lugar de expressão focado nas suas capacidades.

Houve...

Ler mais

APCCCultura: ‘viagem’ parou desta vez em Serralves e na Casa da Música

O programa APCCCultura é uma viagem: por pontos de interesse cultural e social de todo o país, mas também pelas relações que os utentes da APCC nele envolvidos estabelecem com o mundo que os rodeia, uns com os outros e, até, consigo mesmos, numa perspetiva de crescimento e enriquecimento pessoal. E, no passado fim de semana, essa viagem fez uma paragem em Serralves e na Casa da Música.

No Museu, os olhos percorreram as obras das exposições “Joan Miró e a Morte da Pintura” (centrada na produção do mestre catalão em 1973, período em que colocou a pintura à prova, numa tentativa de renovar os seus recursos e procedimento), “Tacita Dean” (dedicado ao trabalho daquela reconhecida artista visual e que projeta o filme “Boots”, filmado na Casa de Serralves, com o seu novo e ambicioso projeto “Antigone”) e “Joana Vasconcelos – I’m Your Mirror” (que reúne mais de 30 peças da artista portuguesa, cobrindo duas décadas e analisando o seu desenvolvimento como artista).

Ler mais